quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Nós


Sabia Que Eles Existiam!!!


Entre todas as coisas, o talvez não dito, o caos do meu corpo, nosso sopro de amor, os seus tijolos lascados.
Tudo meio empoeirado pelo tempo corrente, talvez um pouco mais a frente espanaremos tudo.
Meu medo, seu medo, nosso medo de perder um ao outro talvez maior que o medo de se perder.
A falta de coragem na coragem de dizer "Eu te amo", a vontade de criar uma outra vida, mais simples, mais fácil, com um muro, uma escada, uma casinha de cada lado.
E um cavalo alado pra transportar nossos quereres, amores e talentos, entre os sentimentos que só nós conhecemos.
Entre todos os impostos cobrados pelos nossos governantes internos o mais pesado sempre foi a distancia, e de todos os opostos que suplicam auxilio o que mais importa são as semelhanças.
É a união dos seres pela alma, pelo espirito ao sair em sono, pelo medo da perda constante, pelo ciume e desejo ardente, pelo nosso sopro de amor eterno.
Entre outras coisas uma historia de amor bonita, com inicio, meio e reticencias.
Onde entre cada ponto se eterniza a nossa dança ao som da vida.
Porque entre todas as coisas... Nós!

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Como um Gif Animado (Gabizinha)



Da Gabi sinto falta do sorriso, era o mais legal nela, se curvava, mexia nas unhas com as unhas da outra mão e ria. Lembro do jeito como ela achava idiota as coisas que eu dizia e morria de rir. Quietinha e sabida demais. A saudade me pegou hoje e me trouxe pra verdade. Não da pra pensar nela no passado, não encaixa isso, mas ela ficou ali atrás e hoje só levamos as lembranças. Só levo Lady Gaga, David Bowie e gifs animados. Eu dizia que ia pintar ela igual ao Bowie e ela só ria da minha cara e dizia: você é louca!


Sinto falta dos encontros inesperados, não existe ser humano que encontrei mais vezes sem combinar do que ela. Já nos vimos no shopping, cinema, praia (ela nunca ia a praia), rodoviária e até já pegamos o mesmo ônibus! Eu lembro da ultima vez que a vi. Se eu soubesse que aquela seria a ultima vez teria aproveitado um pouco mais. Cabelo preso, shorts e blusa cinza. "entra Sarah, vê tv com a gente", mas eu com pressa disse que na próxima eu ficava mais. Não teve próxima... Ela morava do lado da minha casa e eu não pude ficar mais do que 2 minutos, acho que nem chegou a 2.


A vida é muito corrida e essa frase faz todo o sentido. A vida dela correu mais rápido do que a da maioria e eu nem pude parar um pouco, beber uma água que fosse pra justificar minha ida, por que só 2 minutos? Eu lamento muito, muito mesmo não saber que não a veria mais, lamento muito saber que já era tarde e eu nem sabia. Fica aqui a minha saudade mais um vez, mas fica aqui a minha certeza que nos veremos de novo. A dor diminui de acordo com que a saudade aumenta. Que Deus a tenha recebido com a alegria com que ela ria vendo um gif animado!

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Esmalte

Olho pra minha mão e vejo o esmalte descascando, foi um dia cheio de trabalho. Limpei tudo que eu podia limpar no meu quarto, no meu pequeno canto bagunçado. Enquanto a água e o sabão faziam a limpeza pesada, ia aliviando um pouquinho mais meus pensamentos turvos. Era pra ser um dia calmo, e foi, pra quem olhava de fora, já pra mim ele não foi tão fácil. Eu presa dentro dos meus pensamentos, eu presa dentro da minha solidão. 
Solidão. Essa palavra parece tão assustadora, mas por que? Talvez pelo sentimento de estar sozinha, isolada no mundo, mesmo que tendo alguns amigos, mesmo tendo alguém ali, no mesmo cômodo, no sofá ao lado. As vezes o que desejamos não é uma companhia, mas um sentimento. Se estou sozinha e estou feliz, então não estou sozinha. Mas se tem uma ponta, mesmo que mínima de tristeza, eu estou simplesmente isolada de todo o universo mesmo que rodeada de gente. E até hoje, poucos são os que me acalantam, e um deles nunca precisou ta perto pra ta comigo. É complicado, mas é verdadeiro. A verdade muda tudo, a verdade transforma o mundo. Se é de verdade dura pra sempre. E por ser de verdade que é assim. 
Voltando a minha limpeza, agora já concluída percebo pelo cheiro gostoso do quarto que valeu o esmalte descascado, de repente tudo simplesmente flui, mais leve, e posso então ver um filme bom, ou ler um livro. E ter a certeza de que amanhã será um dia em que solidão não me alcançará porque agora a tristeza já me deixa... mas a saudade fica.