sábado, 18 de janeiro de 2014

O Meu Mundo #01

Que seja leve...
Então que o ano NOVO começou! Ta certo que pra mim bem ta parecendo uma continuação do fim do ano, mas enfim, é NOVO. Pensando em quantas coisas me aconteceram no ano passado eu percebo hoje que minhas escolhas foram muito fracas. Eu deveria ter mudado minha postura e maneira de ver o mundo, mas sei la, fiquei enrolando. Mas uma hora cai a ficha e normalmente isso acontece depois de uma porrada da vida. Ano passado abandonei situações que não me cabiam e me coloquei a frente de minha própria existência. É difícil abrir mão de coisas que estamos apegados, mesmo que isso seja só um pouco de refrigerante ou sorvete de flocos. Deixei ir e deixei vir. E estou muito feliz agora com rumo que naturalmente tudo foi tomando.

Perdi meu emprego, estudei mais, fiz mais amigos e notei o quanto é patética as redes sociais, e sabe de uma coisa? As uso mais agora, posto coisas aleatórias, compartilho coisas sem nem ligar se tem alguém vendo, curtindo ou comentando. Abri o livro da minha vida por completo, onde qualquer um pode ver (dentro de um limite seguro) tudo que se passa ali dentro. Conquistei sem querer. Fui conquistada. Tem coisa melhor no mundo que ser conquistada? Não né? E agora é isso! Começando um ano com um olhar novo, com planos totalmente novos, com uma vontade inacreditável de rir da vida, de rir de qualquer coisa da vida, de deixar que a vida me leve sem deixar pra lá nada que realmente seja grande e forte no meu coração. Nunca fui triste de fato, e nem feliz por completo, mas eu sou o que quero ser, o que desejo ser, mesmo que uma metamorfose ambulante como já me chamaram a uns poucos anos. Sou transformadora de mim e gosto disso, gosto de poder ser quem eu sou, sem julgamento, sem placas e sem comparações estúpidas e desnecessárias. To feliz agora. E vou estar feliz amanhã e pra sempre. Porque como já disse antes, podem tentar, mas meu sorriso ninguém apaga!
Ocorreu um erro neste gadget