segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Bloco de Notas



...mesmo o feito de papel.

Sempre uso o bloco de notas. Sim eu sei que existem milhões de sistemas de edições de texto e seus derivados, mas eu gosto mesmo é do bloco de notas.

Simplesmente abrir um editor que não tem nada e escrever me basta, só quero escrever. Normalmente nem uso o computador, gosto do cheiro da folha de papel e do lápis. Sim eu uso lápis pra escrever, uso caneta também, normalmente da cor azul. Não compro. Dificilmente eu compro na verdade. Canetas chegam até mim de várias formas, mas tem as que eu gosto mais que outras. Não gosto de caneta que borre, mas se borrar vira poesia também, aquele borrão torto.

Escrever não é uma arte, me desculpe os grandes poetas, mesmo aqueles nomes que atravessaram séculos, pra mim vocês não são artistas. Gosto da palavra, ela tem o poder de mudar tudo, mas quem a escreve com rimas e paixões são inteligentes sim, criativos também, mas não artistas. Normalmente quem escreve, escreve pra alguém, não por ser arte, ou pra se expor, escreve porque lhe é prazeroso escrever. Eu gosto. Mas não sou artista de nada.

Usar bem as palavras te faz um esperto, não um artista. Artistas são os que constroem mundos, que mudam tudo, que pegam aquilo que alguém escreveu e transforma em verdade. É um revolucionário do que foi escrito, não quem escreveu.

Mas eu uso o bloco de notas, mesmo o feito de papel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode xingar, reclamar, fazer spam, aconselhar, ficar de papinho, passar cantada, etc... O que tiver afim de comentar, é aqui o lugar! :)

Ocorreu um erro neste gadget