terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Lista: 13 coisas sobre mim - Parte 2


Eu adoro listas, e por isso lá vai mais uma...

Adorei essa imagem, só por isso que coloquei ela... 

1. Eu acho zumbis burros de doer e adoro eles por isso
2. Adoro tudo que é colorido
3. Estou ansiosa para ver "O Hobbit"
4. Fiquei decepcionada com o resultado dessa temporada de F1.
5. Fiquei feliz com o Corinthians sendo campeão mesmo não sendo Conrinthiana
6. Eu sempre como o mesmo sanduiche no Burguer King porque só um tem aquela cebola que faz "creque" quando a gente come.
7. Quero contar toda minha vida e tudo que eu faço pra uma única pessoa
8. Eu amo intensamente
9. Eu odeio chá de alho
10. To com muita vontade de comer rabanada
11. Não consigo ficar brava por muito tempo
12. Adoro comerciais e trailers
13. Fico manhosa quando acordo

Bônus: To doente e por isso manhosa o dia inteiro...

sábado, 8 de dezembro de 2012

104 anos


Quando uma pessoa muito velha morre é inevitável pensar na felicidade que é viver tanto tempo. O Oscarzinho (sim, sou íntima) morreu com 104 anos. CARA 104! Consegue se imaginar com tanto tempo? O que você acha que teria vivido?
Oscar Niemeyer

A questão não é fazer a vida valer a pena, mas sim as conquistas que você teve. Por exemplo, o que é valioso pra você? O que você quer ter contigo quando a morte chegar? E se ela viesse agora, você estaria com tudo que é valioso?


O meu bem mais valioso é a família, eu sou um elo da família que meus pais construiram, mas quero ter a minha família. Quero ter o meu filho. Então penso que se eu morresse segurando a mão do homem que eu amo e do meu filho já valeria ter vivido. Se for pra morrer com 104 anos, posso adicionar netos, bisnetos e até quem sabe tataranetos né? Aí ia ter valido ainda mais cada ano...

Não me preocuparia em não ser alguém famoso, mas quero ser importante, não pra um monte de gente que num conheço, mas fazer a diferença na vida de todas as pessoas que eu amo, ou que passarem a existir de alguma forma na minha vida. Já disse algumas vezes que trato cada pessoa como se fosse única no mundo, porque na verdade elas realmente são, se não pra mim pra uma outra pessoa. Quero poder sorrir e agradecer pela vida na hora da minha morte, porque assim significa que eu vivi de verdade.


quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Soneto da Boa Loucura




A loucura depende dos olhos de quem vê...
Não acho loucura pichar um muro se for pra você
Não acho loucura colorir o céu de verde só pra você
Não acho loucura voar em balões se for por você

Nãããããããoooooooo aaaacccchhhooooo llllooouuuccuuuuurrrrraaaaaaaa ffffaaaaaaaaaalllllaaaaaaaarrrrrr bbbbbaaaaaaalllllleeeeeiiiiêêêêêêssssssssss
Não acho loucura sonhar com você
Não acho loucura gritar o seu nome
Não acho loucura dançar nossa música em uma avenida lotada

Não acho loucura viajar pro ano 3000 e te trazer uma coca (na minha caneca)
Não acho loucura só pensar em você
Não acho loucura assumir que sou sua

Não acho loucura admitir que sou louca... Maluca
Verdadeiramente louca por VOCÊ!
Unicamente por você...



O Amor só parece loucura pra quem não está dentro dele!
Te amo TUM TUM TUM!

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Lista de Natal



Gostaria de justificar:

Sei que o natal está chegando,e tem muita gente perguntando onde está minha lista, não vou fazer lista de presentes como fiz nas outras datas. Podem utilizar as listas de aniversário e dia das crianças, se assim quiserem, porém o que eu realmente quero ganhar somente uma pessoa pode me dar e por isso a lista se fez desnecessária.
Entendam, por favor, eu vou amar ganhar qualquer coisa que esteja em uma das listas já feitas, porém não consigo pensar em nada além do que já foi posto, não consigo pensar em nenhuma brincadeirinha pra montar a tal lista. Não vou fazer uma lista com um item só! E um item que só um tem poder de me dar... Nem faz sentido né?

Então é isso!!! Feliz Natal pra todos!

Sei que é difícil de acreditar
Sei que é difícil supor
Sei que é difícil entender
Sei que é difícil de ver
Sei que é difícil perdoar
Sei que é difícil de ouvir

Mas é para você que digo
boa noite antes de dormir
E é pra você que dou
bom dia todas as manhãs
Sei que é difícil...

mas EU TE AMO!

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Quero (resposta)


Quero todos os dias do ano
todos os dias de todas as nossas vidas
de meia em meia hora
de 5 em 5 minutos
lhe dizer: Eu te amo.

Sei que ao lhe falar: Eu te amo
Faço naquele momento, com que sinta-se amado
E tentarei fazer- se sentir assim
desde o momento anterior
e no seguinte.

Quero repetir até a exaustão
que lhe amo que lhe amo que lhe amo
Do contrário evapora-se a amação
pois quando deixo de lhe dizer: Eu te amo
Me sinto mentirosa
apagada
infiel ao meu amor por ti.

Exijo de ti o direito de lhe comunicar
Não exijo senão isto,
isto sempre, isto cada vez mais
Quero lhe amar por e em tua palavra
nem sei de outra maneira a não ser essa
de reconhecer o dom amoroso
a perfeita maneira de lhe fazer amado:
amor na raiz da palavra
e na sua emissão,
amor
saltando da língua nacional,
amor
feito som
vibração espacial.
No momento em que não lhe digo:
Eu te amo,
inexoravelmente sei
que pensa que deixei de lhe amar
que nunca lhe amei antes.

Se não lhe digo urgente repetido
Eu te amoamoamoamoamo,
verdade fulminante que acabo de desentranhar,
eu me precipito no caos,
essa coleção de objetos de não-amor.

Ps.: Texto resposta de um poema do Drummond chamado "Quero". Feita sobre/para um amor... Espero não ter assassinado muito!
Pps.: E só para te lembrar: Eu te amoamoamoamoamo...

quinta-feira, 29 de novembro de 2012


Eu sou o sol
A lua o poema que ilumino
O mar é o meu verdadeiro amor
E o seu sorriso minha vida!
Ilumine-se!
Ilumine-me!

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Não tenho um título! :/


Contar sobre minha vida nunca foi algo que me deixou confortável  Mas ouvir é algo que aprecio, eu realmente gosto e me sinto bem de ouvir você falar, gosto de saber de você, eu sempre amei uma boa historia. Ta bom eu deixo que me chame de fofoqueira, não me importo, mas eu sou feita de historias e amo vê-las acontecendo. Nunca fui muito de novelas, mas sempre gostei de livros, séries e filmes. Então me conte, eu terei o prazer de chorar contigo e maior prazer em lhe ouvir, até mesmo opinar se assim quiser. Terei o prazer de compartilhar contigo outras historias e fazê-lo ver que apesar de existir tristezas, as alegrias estão aí! Que é mesmo possível ser feliz mesmo sentindo dor. É possível ficar triste e feliz por amor. E é possível sim sorrir com lágrimas nos olhos...

Então eu abri meu caderno, um caderno que guarda mais sentimentos do que é possível  e decidi publicar... Não tudo, não todo... Vai entrar aos poucos, hora triste e hora feliz, mas vai pro ar! Não por que quero me expor, ou porque quero conquistar, ou porque quero culpar, mas pra esvaziar e mostrar pra mim mesma que não sou feita de pedra e que posso me permitir sentir, sofrer, chorar e sorrir.
Então vai esse que eu não quis batizar:

"Quando acho que tudo pode dar certo o certo me engana. Quando penso que posso tudo descubro que nada posso...

Poque tem que ser assim? 

Eu amo, amo tanto meu amor que este explode o meu peito, amo e já não quis amar, já desejei que meu amor morresse. Tentei, rezei, pedi e ninguém intercedeu mais que aumentar esse amor. Porque quanto maior o tempo maior a saudade, e quanto maior a saudade maior o amor. Te quero, mas não o terei, porém espero que quem te tenha venha a por em teu rosto sorriso maior do que lhe dei. Que em seu coração coloque amor maior que o meu. Que acalante sua vida, muito mais que acalantei. Que você se sinta amado, protegido, cuidado. 

Pois quando acho que tudo pode dar certo o certo me engana, e quando penso que posso tudo descubro que nada posso, além de esperar, vigiar e te amar de longe."

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Halloween e Drummond?

Olá leitores da minha vida (descobri que tenho mais 3 escondidos... hahhaha) sejam bem vindo a mais um post sobre minha vida. Só que não!

Hoje é dia das bruxas e eu sou um pouquinho dessa onda mágica e surpreendente e vim perguntar: "Doces ou travessuras??"  Acho que essa é a festa mais legal da cultura norte americana e por isso que se dane os nacionalistas, eu gosto do Halloween e pronto.

"Adoro Halloween, pois é uma data em que não sou o único a usar máscaras!"
Acontece que hoje não é só halloween é também o dia que Carlos Drummond de Andrade faria 110 anos, e  quem me conhece sabe que eu amo demais da conta quase tudo que ele escreveu! Eu sempre digo que saí meio Drummond e obviamente não poderia deixar de bajula-lo... Com isso um poema do moço...

"Tenho apenas duas mãos e o sentimento do mundo..."

Amor Antigo

O amor antigo vive de si mesmo, 
não de cultivo alheio ou de presença.
Nada exige nem pede. Nada espera,
mas do destino vão nega a sentença.

O amor antigo tem raízes fundas,
feitas de sofrimento e de beleza.
Por aquelas mergulha no infinito,
e por estas suplanta a natureza.

Se em toda parte o tempo desmorona
aquilo que foi grande e deslumbrante,
a antigo amor, porém, nunca fenece
e a cada dia surge mais amante.

Mais ardente, mas pobre de esperança.
Mais triste? Não. Ele venceu a dor,
e resplandece no seu canto obscuro,
tanto mais velho quanto mais amor.

É isso povão... Cabou... Inté amanhã, se amanhã eu vier aqui... :p

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Bloco de Notas



...mesmo o feito de papel.

Sempre uso o bloco de notas. Sim eu sei que existem milhões de sistemas de edições de texto e seus derivados, mas eu gosto mesmo é do bloco de notas.

Simplesmente abrir um editor que não tem nada e escrever me basta, só quero escrever. Normalmente nem uso o computador, gosto do cheiro da folha de papel e do lápis. Sim eu uso lápis pra escrever, uso caneta também, normalmente da cor azul. Não compro. Dificilmente eu compro na verdade. Canetas chegam até mim de várias formas, mas tem as que eu gosto mais que outras. Não gosto de caneta que borre, mas se borrar vira poesia também, aquele borrão torto.

Escrever não é uma arte, me desculpe os grandes poetas, mesmo aqueles nomes que atravessaram séculos, pra mim vocês não são artistas. Gosto da palavra, ela tem o poder de mudar tudo, mas quem a escreve com rimas e paixões são inteligentes sim, criativos também, mas não artistas. Normalmente quem escreve, escreve pra alguém, não por ser arte, ou pra se expor, escreve porque lhe é prazeroso escrever. Eu gosto. Mas não sou artista de nada.

Usar bem as palavras te faz um esperto, não um artista. Artistas são os que constroem mundos, que mudam tudo, que pegam aquilo que alguém escreveu e transforma em verdade. É um revolucionário do que foi escrito, não quem escreveu.

Mas eu uso o bloco de notas, mesmo o feito de papel.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Lista de Presentes (Dia das Crianças)

Dia das crianças chegando e é obvio que QUERO PRESENTE! E pra ninguém errar na hora de me presentear nessa data tão importante, claro que eu fiz uma lista!
Vocês podem escolher um dos itens da minha lista de aniversario desse ano, ou podem escolher um dos itens da lista específica que se encontra logo abaixo. Enfim, QUERO PRESENTE!!! Na hora de me chamar de criança faz até fila, então pra vocês que acham que eu tenho, 3 anos, 6 anos, 8 anos, a lista TA AÍ EMBAIXO!

Faça uma criança Feliz!

Lista de presentes Dia das Crianças

- Lego
- Genius
- varetas
- bichos de pelucia
- Almofadas
- viagem pra Disney
- DVDs Disney
- Passear em qualquer parque
- Ir a qualquer circo
- Brigadeiro
- Pantufas
- War
- Capas de Iphone da Alice
- Painel/ Poster da Alice
- Cordão Disney
- Um porco rosa de pelucia
- Um porco de barro (cofre)
- Passear no Zoologico
- Sorvete, sorvete, sorvete, SORVETE!
- Chocolate
- Macaco da Macarena (Alguém lembra disso?)
- Tamagoshi (eu nunca tive um...)
- Chapéu da Alice
- Brincar comigo
- Livro pra colorir
- Lápis de cor
- Um sapo de pelucia
- Um bração da Imaginarium
- Matar a Xuxa (não! Brincadeira, deixa ela lá)
- Maquininha de fazer sorvete (gente esse trem funciona)
- Tintas coloridas
- Balas Toff (hahaha)
- Pula Pirata (viciada total)
- Mola Maluca
- Cara a Cara (Ainda vende ta?)
- Jogo da Vida
- Imagem e Ação
- Origem
- Boneco de Lata
- Lata de Doce de Leite Itambé
- Canudinhos de Doce de Leite
- Óculos do Chaves (nunca tive um...)


Podem me dar todos os itens de todas as listas (Ah! Para ver a Lista de Aniversario desse ano clique aqui! tem muita coisa de lá que é infantil como eu... :p) ou só alguns deles, num tem problema não. Podem me levar pra Disney ou pro País das Maravilhas! Vocês decidem!

Beijocas

;)

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Era pra ser um soneto... De amor gratuito...


Era pra ser um soneto... De amor gratuito...


...Daquele jeito piegas, brega ou cafona
Daquele jeito de amar puro
Em que nada se espera, mas se é feliz amando
Aquele jeitinho de colocar no colo,
assim distante, mas naquele instante
aqui.

Sabe aquele jeito manso, de personagens, claro
e sorrisos rasgados por uma piada boba
Boba daquele jeito que ninguém ri,
a não ser eu, a não ser você...

O ser boboca por querer ser
O ser por ser só amado
Amado e não pressionado
Amado por ser amado e só

Daquele jeito piegas, brega ou cafona
que arranca sorrisos nas horas mais "a toa"
na horas mais distantes, mas naquele instante
aqui.

Era pra ser um soneto... mas este não quis ser!


quinta-feira, 4 de outubro de 2012

BAZINGA!


Algumas da minhas séries preferidas voltaram por esses dias e eu preciso falar delas...

Eu nunca falei muito delas aqui, mas agora eu quero falar e se você lê o meu blog vai ter que aturar e pronto! Mas pensa pelo lado bom, quem sabe não pinta aquele tesão de ver as séries???

Hoje vou falar de The Big Bang Theory! A série entrou na sua 6ª temporada arrasando. EU RI DEMAIS!


BANG!!!

A série conta a historia de 2 amigos nerds que são contemplados com uma vizinha gata, além disso eles tem dois amigos tão nerds quanto!!!

Vou falar de leve o que eu acho de cada personagem:



Sheldon Cooper




Gente, ele é o gênio! Amo demais o personagem e acho o ator fantastico! Ele é neurótico ao extremo, tem TOC e é sem sombra de dúvidas o mais engraçado dentre todos os personagens do MUNDO! O melhor dele é a relação com a mãe! Simplesmente sublime!

Leonard Hofstadter




Ele é um fofo! Tenho um super carinho por ele, adoro o jeitinho que ele tem pra lidar com tudo. Ele é engraçado também, porém a graça dele é mais sutil que dos outros. Ele tem uma peninha de si mesmo muito bacana, e vive tentando consertar as relações e as pessoas.

Penny




Ela é simplesmente louca. O que no mundo dos normais é normal! Não é inteligente como os outros e sonha em ser atriz. É engraçadinha, e MUITO engraçada quando ta com o Sheldon! Gosto dela...

Rajesh Koothrappali




Posso resumir esse personagem em uma palavra: Dó! VOCÊ SÓ SENTE DÓ DELE DURANTE A SÉRIE INTEIRA! Morre de rir SEMPRE! É ótimo... Ele não consegue falar com as mulheres e isso é uma coisa muito muito muito legal!!!

Howard Wolowitz




ELE É O JUDEU MAIS FEIO DE TODOS OS TEMPOS!!! hahahahhaha
Ele é responsável por umas das cenas mais engraçadas da TV. Ele se acha o galã e da em cima de TODAS as mulheres que existem, até conhecer a Bernadette. Ele é o único que não tem doutorado e sofre muito com isso... hahaha... Ele é muito bom!

Bernadette 




Inteligente, linda e histérica! Ela é muito doce, e fácil de se apaixonar viu? Vive numa briga louca com a mãe do Howard o que deixa a série muito mais legal! Ela não está nas primeiras temporadas, mas quando entra quebra tudo!!!

Amy Farrah Fowler




Namorada do Sheldon. Ela é TUDO DE BOM! Pode esperar rir da barriga doer com ela, ainda mais se ela tiver junto dele. Ela assim como a Bernadette não está nas primeiras temporadas, mas acho que o mundo vai concordar que é muito massa a "Sheldammm"... :p


É isso aí galera! Primeiro episódio já rolou e eu achei bem engraçado, parece que vai ser uma coisa mais família e tal. Espero que não caia na desgraça né? Vamos ver...

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Séries que me deixaram...

Então que a temporada de algumas séries estão de volta nesse mês e eu já estou me organizando para ver TODAS! Eu amo séries a muitos e muitos anos e a lista delas vai crescendo e crescendo gradativamente, porém umas vão acabando e dando lugar a outras. Então hoje vou chorar as séries que não estão mais no ar e que eu curtia muito.

Weeds
AMO DEMAIS!

Ta bom, já sei que vai ter um bando de gente pensando assim: "humm maconheira!"... Nem to ligando! Amo essa série pela simplicidade em que ela conta os fatos surreais da vida dessa traficante lindíssima! O que mais amo nessa série é a construção dos personagens! Na 1ª temporada os filhos dela ainda estão novinhos, um deles ainda é uma criança e cresce nesse meio louco do "trafico de drogas". No que ele (Shane) se transforma no fim da série não é exatamente o que a gente deseja, chega a ser triste! Porém é fantástico ver as loucuras cometidas por esse personagem no decorrer das temporadas! Amo a relação que a Nancy tem com o Andy que era cunhado dela. É muito amor e ódio! Adoro o Silas filho mais velho dela (Nancy), ele começa como um completo idiota e no fim se mostra pura inteligencia. O cara saca das coisas no fim das contas. Gostei muito do final que deram pra ele. Foi o final que ele sempre quis... O Doug continua um doente psicótico, mas que a gente ama! Termina do jeito certo, picaretando! Gostei sim do final da Nancy, ela termina mesmo. Já o Andy ele conseguiu o que no fundo sempre quis... Amei a série em todos os momentos e amo muito a abertura, cada episodio com uma versão diferente da mesma música! Gostei de tudo, tudo e tudo nessa série! Ah! Mais uma coisa: O que foi o guri que tentou matar ela, trabalhando como braço direito dela hein?!?! Muito doido isso! Vou sentir falta e espero poder ver séries tão boas quanto essa em breve!
8 temporadas e nenhum episódio chato! NENHUM!


Brothers and Sisters
Sempre ficava com vontade de beber vinho!

Eu não sou fã de séries dramáticas, meio novelas e tal... Mas eu amei essa! Ela não terminou, foi cancelada! Fiquei arrasada e não acreditando durante um mês que a série tinha simplesmente acabado! Amava todos os maridos da série! Amei o Joe (ex marido da Sarah) e amei o Luc (atual marido gataço da Sarah)! Lembro que quando via a série só pensava "humm Luc"! E sim me apaixonei pelo Scott (marido do Kevin), ele era o cara mais encantador do mundo!!! Chorei com ele tantas e tantas vezes... Ele queria tanto ser pai e eu quero tanto ser mãe que acho que me reconheci nele! Com certeza ele foi o meu preferido! Não posso parar de pensar em como a historia seria se a série tivesse continuado! Amei o Senador McCalister (marido da Kate), ele era forte e amava ela feito louco! Chorei tanto no nascimento do filho deles, a culpa, claro, foi da trilha sonora! Amo a trilha sonora da série! Ela vale pela série inteira! A Nora (mãe de todos) é a mais FODONA do mundo, ela é como todas as mães, linda, e preocupadissima com a vida dos filhos... Amava a Rebecca e o Justim, uma pena não terem continuado juntos... Amava o Tommy e a Sarah e essa briga constante que eles tinham pra ser o melhor dos melhores! Enfim adorei tudo! E queria mais... Lamento ter sido cancelada!!!

Lost
4, 8, 15, 16, 23 e 42

Todo mundo que viu Lost amou a série! Eu não sou diferente, é um tipo de série que prende você no sofá! Porém quero falar do ódio! Eu odiava o Jack e odeio até hoje! Ele foi um babaca durante a série inteira. A cada episódio que passava eu dizia "Porque ele sempre sobrevive???", mas o que posso fazer né? Ele só morre no último minuto... :/ EU ESPEREI ESSE MOMENTO DURANTE 6 TEMPORADAS! Agora falando de amor, eu amava TODOS os vilões! Quanto aos mocinhos eu posso dizer que ninguém supera o Desmond, e o Saywer! Ah!Não posso esquecer do Charlie! Eu amava o Charlie! O Hurley também era fofo!!! Enfim amei geral menos o Jack (precisava morrer antes)... Mas a série era a trilha sonora, gente dava medo aquela música!

Agora uma pequena lista das séries que eu vejo:

- True Blood (muito boa, mas a última temporada foi mto chata! Personagem que amo: Erick. Personagens que odeio: Sookie e Bill)
- New Girl (engraçadinha, gosto muito. Amo todos os personagens até o momento)
- The Big Bang Theory (A melhor dentre todas as séries de comédia.Todo ser humano deveria ver esta série)
- The Vampire Diares (Idiota, mas legalzinha. Personagem que amo: Damon. Personagem que odeio: Elena)
- Supernatural (Comecei achando chata, passei a amar, voltou a ser chata.Mas ainda acredito nela. Amo todos os personagens.)
- Once Upon a Time (Gostei demais porque é sobre conto de fadas. Amo a Rainha má e odeio a filha da Branca de Neve)
- Californication (Muito louca. Só tenho isso a dizer)
- Cold Case (já acabou, mas eu ainda to vendo. Legalzinha!)
- Dexter (FODONA! Essa série é boa desde o primeiro minuto. Indico demais)
- Game of  Thrones (Muito muito muito boaaaa. Amo todos, principalmente os vilões)

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

13 Coisas Sobre Mim

Eu amo listas! E como esse é um blog pessoal e intransferível, e como aqui eu posso falar o que eu quiser, vim fazer uma lista! Sei que as pessoas que vem aqui nesse blog o que esperam é ler sobre mim mesmo, então hoje a lista é minha! haha... 
Não sei porque deu a louca de fazer essa lista, masss resolvi fazer! A Sarah mas porque 13 coisas e não 10 ou 12? Porque eu sou meio Zagalo e gosto de 13. Simples Assim... 
Então lá vai: 

13 coisas sobre mim:

1. Amo sorvete.


2. Eu amo experimentar comidas novas.
Comida Tailandesa - Nunca comi... :/
3. Amo cozinhar e sonho em ter uma cozinha enorme.

4. Gasto muitas horas escrevendo.
Comecei desse tamaninho mesmo!
5. Falo muita merda quando fico com raiva. (Viro um monstro.)
Perco o controle mesmo! Só falta ficar verde! 
6. Amo mudar.

7. Não acho que minhas opniões devem ser definitivas.

8. Eu sou extremamente apegada a cheiros.

9. Sempe vejo o melhor das pessoas (sim, sou burra). 
Um pouquinho de Madre Teresa ou Burra mesmo!
10. Quando desculpo alguém, tento não voltar ao assunto e esqueço a falta cometida.
Ta de boa! :)
11. Quando sou amiga, sou amiga de verdade, pau pra toda obra mesmo.

12. Não sou gananciosa, mas quero ser "rica".
Mesmo que seja de amor!! hahahahaha

13. Sou pobre. Mas corro muito atras, trabalho e estudo muito! 




terça-feira, 25 de setembro de 2012

Viver Não Dói

Eu amo Drummond e quem me conhece sabe o quanto eu o amo, hoje assim que acordei peguei o meu livro de Redes e lá dentro tinha um poema do Drummond escrito a mão por um amigo a muito tempo. Lembro que ele me deu esse poema porque sabia que eu amava Drummond e em agradecimento a uma ajuda que dei a ele. No rodapé tinha uma mensagem: "Eu aprendi a não sofrer com esse poema, as vezes dói e eu choro, mas logo passa porque 'o sofrimento é opcional' - Obrigado pela força, espero que goste de coração". Esse sempre foi um dos poemas que mais gostei do Drummond, mas de alguma forma eu o esqueci naquele livro. Então hoje vou posta-lo, porque eu quero compartilhar e pronto... rs
E porque sinceramente? To cansada das pessoas que vivem no lamento, fazendo como diz o poema: desperdiçando a vida... 

Viver não Dói

Definitivo, como tudo o que é simples.
Nossa dor não advém das coisas vividas,
mas das coisas que foram sonhadas
e não se cumpriram.

Porque sofremos tanto por amor?
O certo seria a gente não sofrer,
apenas agradecer por termos conhecido
uma pessoa tão bacana,
que gerou em nós um sentimento intenso
e que nos fez companhia por um tempo razoável,
um tempo feliz.

Sofremos porque?
Porque automaticamente esquecemos
o que foi desfrutado e passamos a sofrer
pelas nossas projecções irrealizadas,
por todas as cidades que gostaríamos 
de ter conhecido ao lado do nosso amor
e não conhecemos,
por todos os filhos que
gostaríamos de ter tido junto e não tivemos,
por todos os shows e livros e silêncios 
que gostaríamos de ter compartilhado,
e não compartilhamos.

Por todos os beijos cancelados,
pela eternidade.
Sofremos não porque
nosso trabalho é desgastante e paga pouco,
mas por todas as horas livres 
que deixamos de ter para ir ao cinema,
para conversar com um amigo,
para nadar, para namorar.

Sofremos não porque nossa mãe 
é impaciente connosco,
mas por todos os momentos em que
poderíamos estar confidenciando a ela
nossas mais profundas angústias 
se ela estivesse interessada
em nos compreender.

Sofremos não porque nosso time perdeu,
mas pela euforia sufocada.
Sofremos não porque envelhecemos,
mas porque o futuro está sendo 
confiscado de nós,
impedindo assim que mil aventuras 
nos aconteçam,
todas aquelas com as quais sonhamos e 
nunca chegamos a experimentar.
Como aliviar a dor do que não foi vivido?
A resposta é simples como um verso:
Se iludindo menos e vivendo mais!!!
A cada dia que vivo,
mais me convenço de que
o desperdício da vida
está no amor que não damos,
nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca,
e que, esquivando-nos do sofrimento,
perdemos também a felicidade.
A dor é inevitável.
O sofrimento é opcional.

(Carlos Drummond de Andrade)

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Acima de Tudo!

Peço milhões de desculpas pelo meu desaparecimento... Sim estou pedindo desculpas para os meus 6 ou 7 leitores fiéis! :p
Só que eu tenho escrito no meu caderninho e de verdade? Não tava muito afim de escrever aqui não... Tudo que ta lá, vai ficar lá guardado e se um dia eu quiser voltar a mostrar, eu mostro. Mas hoje vou escrever algo  aqui... Vamos ver o que vai sair?
Então lá vai...


Acima de Tudo

... e de repente é assim:

Um querer do outro fora de controle
Aquele querer feliz
Te quero
sorrindo acima de tudo!
É assim, o querer feliz o outro
Me fazer feliz assim...

Uma cruz mais pesada,
daquela que as costas quase
não suporta mais,
é um carregar junto
é um apoiar e cantar
é um fazer sorrir acima de tudo!

Não ajudar por pena
por dó, piedade
não é por nada
além do que sinto
é fazer por amor puro
de graça, porque
na graça do outro
a felicidade abraça!

é... isso que o amor faz...




quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Lugares Pra Ver Antes De Morrer: Tóquio!

Hoje o dia é especial porque desenterrei umas listas... Sim eu faço listas e gosto delas, mas isso não vem ao caso agora. 

Achei uma lista de lugares pra visitar/conhecer antes de morrer e resolvi postar pra vocês meus amigos queridos (porque só meus amigos vem nesse blog), só pra aumentar as opções de convites sabe? rsrsrsrs...

Como eu sou muito legal vou postar umas fotos bonitinhas pra vê se aguça a vontade de vocês! Hoje eu vou postar um lugar (não vou colocar a Disney ta?). Então lá vai o lugar e o motivo da paixão!


Tóquio - Japão

Movimento!
Por que?? Simples: É DO OUTRO LADO DO MUNDO! Gente é fascinante o tamanho desse mundo, e imagina só chegar lá do outro lado??

Quando eu era criança adorava aquele papo do buraco sabe? Se eu cavar muito eu chego do outro lado do mundo. Eu chego no Japão! Juro que já fiz um monte de buraco, nunca cheguei la, mas achei água.

É lindemais!
Tóquio é a maior cidade do mundo (fonte: Sarah - Não procurei checar essa informação não!) e é a mais louca também (também não chequei essa)... Lá tem uns hotéis estilo tumulo muito estranhos, além de que tudo no Japão é diferente né??

Adoro aquelas pessoas bizarras com cabelos estranhos e usando roupas mais estranhas ainda. Eu sei que não sou uma pessoa muito normal, mas as de lá são triloucas. 

Imagina você ver o sol se pôr no lado "errado"? Mas não é ele que ta indo pro lugar errado, é você que está no lugar errado do pôr do sol... Quebra de paradigmas, e isso é muito legal!

E não posso deixar de experimentar as comidinhas legais! De comprar coisas estranhas e de tirar muitas fotos lindas!  Enfim é isso aí! Tóquio ta na minha lista de lugares pra conhecer antes de morrer! E eu vou hein?!?! rssrsrsrs...

Muita muita muita gente!

Se por acaso você for pra Tóquio lembra de me levar junto, mas se isso não for possível me traz uma caneca ta?? 

キス
(Beijos)

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Here Comes The Sun

Nada melhor do que um solzinho gostoso né? E nada melhor do que uma música que lhe mostre isso, sabe aquela que quando você ouve te lembra de coisas que você ama? De pessoas que você ama e te faz bem? Aquela que faz você se teletransportar pra n lugares diferentes e te faz sorrir? Pois então, ouçam:


Here Comes The Sun - The Beatles entra para as melhores coisas do mundo!

Obrigada pelos sorrisos xodó!

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Porque a gente tenta né?


Sabe aqueles dias que você acorda e percebe que foi uma completa idiota em quase tudo na sua vida? É uma merda né? Mas acontece, é aquele tipo de sensação inevitável que você não acredita que em nada daquilo, porém não consegue fugir da vergonha de ser quem você é. Não porque você tenha feito algo absurdo, ou porque é absurdo fazer algo. É aquela sensação da falta de sentido no querer estar, no querer não sentir, no querer chorar, no querer sorrir. As coisas são tão desanimadoras que você ri, porque rir parece ser o que lhe resta, rir da sua vida, rir do que você é, rir da idiota em que naquele momento parece que você se transformou. Mas na verdade você não é nada daquilo, você é bem melhor e bem maior do que aquele aperto, do que aquela dor. Até para as pessoas que são realmente as maiores idiotas do mundo. O que de fato eu não sou.

Sabe quando você se cansa de chorar, cansa de brigar, cansa de lutar? É essa hora da página virada, da luta pela sua vida e sua felicidade acima de tudo, é que percebemos o quanto nós somos importantes para nós mesmos. Quando a gente vai limpar o quarto e acha num canto um monte de textos que agora nem fazem sentido sobre você. Porque sim, a cada instante você é menos o que você era e vai se transformando nesse você aí. As vezes agrada, as vezes desagrada, mas você é o que você é, e não o que imaginam de você.

Tenho uma penca de amigos que dizem que sou isso ou aquilo, todos tem uma definição de mim. Eu sou única e essa é a minha própria definição, poucos me conhecem, poucos sabem até onde vai minha raiva, meu amor, meu ódio. Não odeio. Ou não odiava, já nem sei...
O que eu sei é que eu amo, e isso é bom no fim das contas, gosto desse sentimento de cuidado, é maior do que se pode imaginar e maior do que a capacidade humana. Mesmo sofrendo por amor eu amo amar, porque eu me tornei mais humana, talvez. Eu nunca entendi muito os humanos. Tudo pra mim sempre foi simples, trato todo mundo com carinho, todos são únicos pra mim e mesmo quando to na minha, quietinha no meu canto eu faço questão de lhe dar um sorriso. A vida pode até não ser isso, mas deveria.

Eu vivo no mundo do humanos comuns, que se acham comuns, que gostam de ser comuns, porém eu não sou comum, nem normal, nem louca. Eu vivo no mundo dos humanos, mas criando nele um mundo meu, onde eu tento sim, com tudo que eu posso, com todo o meu amor, fazer de todo o coração um mundo mais carinhoso. Sei que é estranho isso, mas é a verdade.

Não quero mais chorar e por isso não vou mais chorar, não é questão de ser forte ou de querer mostrar pra todo mundo que sou melhor do que vocês, não é isso. O problema é que eu não sei lidar com a dor, então eu prefiro deixar ela pra lá, ignora-la por completo. Por isso eu pareço um monstro, uma pedra ou sei la mais o que. Não é a definição dos meus sentimentos que vai dizer o que eu sou, não vai ser as lágrimas nos meus olhos que vai dizer que estou triste, eu tenho a minha maneira de ficar triste, eu tenho o meu jeitinho de ficar bem. Eu só não quero mais sofrer por nada. Porque eu não sei mesmo lidar com isso, não sei ser triste. Eu não me permito. Eu prometi. Se meu sorriso se apagar eu tenho que acende-lo de novo. Eu preciso ser forte pra quem me ama. Eu preciso viver pra quem me ama. Eu preciso amar quem me ama. É assim que funciona pra mim. Não tenho motivo pra me fechar, mas que motivos tenho pra me abrir? E eu ainda tento e muito.

Me perdoem pela inconstância, pela contradição, pela neurose. Mas ninguém vai apagar meu sorriso, pode tentar, que eu acendo de novo. E o que está atrás da máscara só cabe a mim, só cabe a mim saber se deixo chorar ou se engulo o choro. Só eu sei o que se passa aqui dentro. Eu aprendi a me virar sozinha e é difícil pra mim deixar que as pessoas me ajudem. Mas eu to deixando...

E sabe como podem me ajudar?

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Quase



"Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase. É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi. Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou. Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor, não me pergunto, contesto. A resposta eu sei de cór, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos "Bom dia", quase que sussurrados. Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz. A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são. Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza. O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.


Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência, porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer. Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu."


(Érico Veríssimo)

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Essencial


As vezes tudo que eu queria é que eu estivesse certa e que as fadas, os gênios, as bruxas existissem. Queria que esses fossem capazes de fazer com que o balançar de uma varinha ou um piscar de olhos realizasse todos os desejos possíveis. Queria que outra realidade fosse possível para aquelas pessoas que realmente merecem um mundo delas, colorido como elas.
É muito ruim ver alguém que você ama, alguém que é realmente importante pra você perder parte do brilho por conta de pessoas que são tão mínimas, é péssimo ver que alguém tem que mudar o que é pra fugir de problemas que não é sua culpa, ou como em outros casos não conseguir mudar e não conseguir fugir.
Ontem eu tive um dos piores dias que consigo me lembrar, acho que tudo de ruim que podia ter acontecido aconteceu. Aconteceu comigo, aconteceu com meus amigos e com meus irmãos, com todos que eu amo. O dia de ontem parecia um fenda no tempo em que todos do meu mundo estavam simplesmente sofrendo, e é claro que comigo não seria diferente.  Que eu posso contar faz 3 dias que eu só me chateio, que só fico triste e irritada, e ontem eu cheguei ao meu limite. Cheguei num ponto que me pareceu crítico e a única pessoa que realmente me deixa feliz, que me acalma, que me faz bem, tava mal e eu me senti completamente impotente por não poder fazer por ele o que normalmente ele faz por mim, talvez eu pudesse fazer algum bem se ontem não fosse ontem.  Então o que fiz foi mandar um pouco de carinho pra acalmar,  mas isso jamais seria suficiente.
Ontem a noite eu tive uma febre muito alta, ao ponto de ficar assustada, eu não senti nada a não ser febre e tive uma das piores noites da minha vida, onde quando eu dormia eu tinha sonhos horríveis e suava frio, acordava e chorava porque eu não conseguia dormir, quando foi hoje cedo fui ao médico, devia ta doente com certeza. Não estou.  Fiz todos os exames que eu poderia fazer e não deu nada, o médico concluiu que eu estou estressada e preciso relaxar um pouco.  Acabou! Eu não vou mais deixar as coisas interferirem assim no meu psicológico, não vou deixar que o meu mundo fique mesmo preto e branco. Não quero mais brigar, não quero mais discuti, não sou responsável pela vida de ninguém além da minha. Eu sei que eu me importo demais com as pessoas e sinceramente conto nos dedos quem realmente se importa comigo. Quero agradecer ao Marcelo que apesar de todas as brigas que tivemos ta sempre aí me fazendo muito bem, e peço desculpas por ser tão inconstante e chata, eu sei que sou muito chata. Peço desculpas por não ser tão aberta a falar sobre mim, por ser durona e dizer que eu estou mesmo tentando. Quero agradecer a Taiana que apesar da briga horrível de ontem ta sempre do meu lado, mesmo quando eu xingo, mesmo quando só to zombando de algo, e peço desculpas por não poder entende-la mais e respeitar suas dores e mágoas. Quero agradecer a Carol por ta aí sempre que preciso, e pedir desculpas por não me abrir como eu sei que ela gostaria. Quero agradecer a Juh que não importa o quanto eu esteja errada, o quanto eu esteja triste, o quanto eu esteja distante, ela se preocupa e corre atrás de me fazer sentir melhor, me dando os meus próprios conselhos. Me lembrar do que eu acredito me coloca no eixo de verdade.  Eu agradeço claro a minha família, que mesmo as vezes sendo a carga mais pesada, ainda assim é minha família e eu não consigo viver sem. Eu amo mesmo vocês Marcelo, Taiana, Carol e Juh, e desejo mesmo, todos os dias que vocês possam ser realmente felizes e que estejam pra sempre na minha vida. Sei que ontem foi um dia barra, mas o dia acabou e esse começou, e hoje é lua cheia! Olhem pra ela! E fiquem bem... 

segunda-feira, 30 de julho de 2012

DORMIR




Hoje o que entra pra lista de melhores coisas do mundo é DORMIR! Gente pelo amor de Deus, eu preciso dormir 8 hrs direto pelo menos uma noite! Sempre nos fins de semana a gente dorme até mais tarde, mas normalmente porque saímos pra baladinha, então vamos dormir pela manhã e por conta disso acordamos 12:00 ou até mais tarde que isso... Normalmente consumimos álcool e por isso dormimos ainda melhor. Uma pinóia, eu não durmooooo!!! Tenho uma dificuldade tão imensa pra dormir que chego a ficar noites inteiras sem fechar os olhos... aí vem aquele papo de pensamento criativo e bla bla bla... Muito lindo isso quando você passa uma noitizinha em claro apenas, quando chega na 3ª ou 4ª você chora de desespero, fora o fato de seu organismo se destrambelhar completamente, a pele fica áspera, o cabelo fraco e caindo e as unhas quebram. Eu não sou uma especialista não, eu só vivencio o fato! Então hoje eu tenho o prazer de adicionar a lista, dormir! Antes que vocês se preocupem eu não estou numa crise de insonia nesses dias não ok? Só tenho dormido pouco, coisa de 5 hrs por noite, o que no meu caso é suficiente, mas não impede de eu desejar mais...

Segue umas dicas pra conseguir dormir (sem a internet):

Cantar: Sério, cantar é muito legal e faz um bem danado pra alma!! Mas por favor nada de escolher System ok? Prefira musicas fáceis e divertidas, pra não acabar sonhando com um show pauleira... Acredite, a música vai sim influenciar seu sonho!

Escrever: Sempre faz bem, no meu caso eu já escrevo quase todo dia (quase toda hora). Na hora de deitar sempre vem alguma coisa na cabecinha elétrica do sujeito e acaba fazendo ele ficar pensando naquilo eternamente... Evite pensar demais antes de dormir, ESCREVA! O pensamento é colocado pra fora e pronto, você vai dormir!

Respirar: Outra coisa legal pra fazer na hora de dormir é se concentrar na sua respiração e somente nela. Parece impossível né? Mas é possível sim e ajuda mesmo. Só não pira e comece a pensar nos benefícios de se respirar bem, porque se não já era!

E por último Ouvir: Ouvir a voz da pessoa que você ama vai te ninar, pode falar "Sarah você é louca!". É eu posso até ser, mas isso funciona muito, muito mesmo! Vale qualquer coisa, desde telefonema que vai acabar com você dizendo "Ta bom, vou dormir!" e você vai mesmo... Ou gravação de voz, (coloca no looping e vai deitar) você vai dormir! E vai dormir calminho! (Detalhe importante, quando digo pessoa que você ama, pode ser namorado, irmão, amigo, mãe, alma gêmea, etc - o que importa é ser uma voz que te faça bem e acalme!). Ouvir música normalmente não me ajuda não, porque eu acabo sonhando com a música, acordo, e perco o sono.

Então é isso aí, bom sono pra vocês! ;)


terça-feira, 24 de julho de 2012

Amor Subentendido


Qualquer canção que tenha o mínimo de COR
E toda cor que te DEFINE
Até mesmo quando preto e branco
Até depois de pintar TUDO
Mesmo escondido naquele canto nublado
Ou quando por conta da chuva se molha
Qualquer VENTO, mesmo que frio ou morno
Ainda que morno por luz elétrica
Ou por pouco o pôr do SOL
A vida, aquele que outra hora nasce
Nasce sol e acorda DIA
Que traz canções  com o máximo de cor
Toda cor que te COMPÕE
Como poesia vasta de preto e branco
Colorindo, pintando e desenhando O MUNDO
SEU MUNDO
Onde se nublado SORRI, porque se chove
DANÇA
E quando venta o vento é QUENTE
Quente do sol que nO MAR aponta, Sol
A VIDA, do AMOR que agora 
Cresce e ENCANTA!

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Quanto vale a vida?


Sabe aquele momento em que você ouve uma música e ela te lembra algo e você começa a rir descontroladamente? Não que isso seja realmente engraçado, mas o fato daquela música estar presente na sua memória por conta daquele momento faz com que tudo fique mais divertido, ou triste! No caso de hoje mais divertido! Bem vindos a trilha sonora da minha vida! 


Foi por uma música que a ideia desse post surgiu. Ouvindo a tal me lembrei do banco de pedra da Veiga em que eu ficava deitada durante algumas tardes esperando o tempo passar. Eu não tinha nada na cabeça a não ser os peixes assassinos daquela lagoa nojenta.
Pra quem não conhece, o Campus 3 da Universidade Veiga de Almeida fica em Cabo Frio em frente a famosa (e nojenta) Lagoa de Araruama. Nessa lagoa vive seres únicos e assustadores, o mais famoso deles é o PEIXE-CARNÍVORO. 
O peixe - carnívoro é a evolução do peixe comum, que devido a podridão em que foi obrigado a viver aprendeu algumas coisinhas. Tive o prazer de ver isso de pertinho.
Certa vez, sentada olhando aquela lagoa linda (e nojenta) vi um peixe pulando e gritando "Me salve", poucos dias depois no mesmo local vi um peixe pulando em direção a um pássaro gritando "Me coma!", com o passar do tempo tamanho foi o estrago que agora podemos ver os peixes pulando e comendo os pássaros... Sim, eu sei que sou idiota! Mas era impossível não pensar idiotices naquele lugar. E não adianta, eu ouço a música e me lembro desse momento em que pensei essas coisas deitada naquele banco.
Só pra constar a música não fala de peixes, nem de bancos, nem de nada que ta na lembrança, a música fala de vida, mais especificamente de quanto ela vale... 
Enfim, inaugurando a parada entra a lembrança mais idiota, porém a que me deu a ideia do post!!! Segue letra e música pra vocês:

Quanto Vale a Vida? - Engenheiros do Hawaii

Quanto vale a vida de qualquer um de nós?
quanto vale a vida em qualquer situação?
quanto valia a vida perdida sem razão?
num beco sem saída, quando vale a vida?
são segredos que a gente não conta
são contas que a gente não faz
quem souber quanto vale, fale em alto e bom som
quantas vidas vale o tesouro nacional?
quantas vidas cabem na foto do jornal?
às sete da manhã, quanto vale a vida
depois da meia-noite, antes de abrir o sinal?
são segredos que a gente não conta
(faz de conta que não quer nem saber)
quem souber, fale agora ou cale-se para sempre
quanto vale a vida acima de qualquer suspeita?
quanto vale a vida debaixo dos viadutos?
quanto vale a vida perto do fim do mês?
quanto vale a vida longe de quem nos faz viver?
são segredos que a gente não conta
são contas que a gente não faz
coisas que o dinheiro não compra
perguntas que a gente não faz:
quanto vale a vida?
nas garras da águia
nas asas da pomba
em poucas palavras
no silêncio total
no olho do furacão
na ilha da fantasia
quanto vale a vida?
quanto vale a vida na última cena
quando todo mundo pode ser herói?
quanto vale a vida quando vale a pena?
quanto vale quando dói?
são coisas que o dinheiro não compra
perguntas que a gente não faz:
quanto vale a vida?


sexta-feira, 22 de junho de 2012

Lista de Aniversario

Mais um primavera e opa minha lista de presentes, gente eu não sou muito exigente né? Mas como eu conheço fadas, bruxas, gênios, e outros seres estranhos, além dos humanos comuns vou pedir presentes de todos os tipos... Só quero ver se esse ano eu ganho algum! Segue abaixo:

- Uma casa (mobiliada).
- Um carro. Pode ser um fusca mesmo.
- Um Jaqueta.
- SORVETE.
- Uma caneca.
- Havaianas.
- Ver o Marcelo (cantando, falando, sorrindo.)
- Sapatos.
- Sandalias.
- Bichos de Pelucia.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Canções pro Vento

Componho canções pro vento
Choro com o tempo
Brinco com o campo

Campo que um dia também foi seu
Tempo que passou e me deixou 
Sem pra quem compor as mais verdadeiras canções
Como o choro que ouço sempre vindo de longe 

Vento que traz lágrimas, traga
O canto mais uma vez pra esse campo
Campo de amor e saudade

Vento traga o sorriso e alegria 
Pra aqueles que como eu cantam sozinhos
Para aqueles que perderam
A pessoa que a canção mencionava
Para aqueles que perderam seu refugio
Para aqueles que perderam seu pai

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Dramalhão


Eu fui criada pra ser forte, poucas são as pessoas que conhecem a minha historia, as coisas pelas quais tive que passar, o quanto eu me seguro pra não transparecer preocupação, raiva, tristeza e todas as coisas que podem afetar quem esta ao meu redor. Eu não tenho direito de sentir, sei que é estranho dizer isso, mas é a verdade. Eu tomei isso como o fator x da minha vida, ser forte. Carrego a força de uma família inteira nas costas, é pra mim que todos, sem exceção, ligam quando não aguentam mais, ou quando estão tristes, ou quando precisam de ajuda. Eu sou o alicerce e a válvula de escape de todos. Ontem uma amiga me perguntou de onde vem essa máscara que eu uso quando não estou bem, de onde vem essa imagem sóbria quando por dentro estou em frangalhos. E eu disse que eu gostaria muito de saber. Mas depois pensando eu percebi que eu tomei isso como uma responsabilidade, só transmitir coisas boas sempre. Meu pai morreu quando eu tinha 13 anos e eu tive que cuidar de todos, minha mãe surtou de tristeza por meses, meu irmão mais novo se culpava e meu irmão mais velho já não vivia com a gente. Eu sempre digo que a gente não sabe o quanto é forte até ter que ser. Acontece que eu entrei nessa de ser forte e não sai nunca mais, nunca mais deixei a guarda baixa, nunca mais deixei que percebessem que eu sofria. Eu via todos chorarem e quando precisava corria pra fora, ou pro banheiro pra que ninguém visse que eu também sentia. Tomei pra mim problemas dos outros, e machuquei muita gente por isso.
Eu deveria me desculpar por ser tão fria, mas não faria sentido se eu não tentasse ser mais calorosa. Com a raiva funciona do mesmo jeito, só que com mais rancor e muito mais fria. Eu falo aquilo que doi, eu machuco. Fiz com a minha mãe, meus irmãos e algumas outras pessoas. Quase perdi o respeito deles e por pouco não perdi todo mundo. Eu não odeio ninguém, desculpa ae pessoas que me irritam, eu não vou odiá-los, eu não consigo odiar ninguém, acreditem já tive motivos extremamente fortes pra odiar muita gente, mas num da. Querem tentar, pois que tentem, não vão conseguir nunca, a não ser que matem alguém da minha família ou meu cachorro. Ta, se matar uns dos meus amigos também. Eu acho que se um dia eu odiar alguém eu vou querer muito ferir essa pessoa, eu não alimento minha raiva, não faço isso porque não gosto de alimentar sentimentos podres. Hoje quando eu to com raiva eu choro, prefiro chorar a falar, choro pensando em tudo que eu queria estar dizendo, choro mas não falo. Claro que as vezes eu não consigo, explodo, faço mil merdas, mas não da pra segurar sempre né??
Não tem jeito, eu não sei transmitir tristeza, no máximo fico séria, triste mesmo só poucas pessoas viram, poucas pessoas notaram, eu visto essa máscara sim, eu não consigo tirar. Se tiro falo tudo de uma vez, faço um dramalhão mexicano, sou dramática ao extremo. Eu sou assim, ou tudo a flor da pele como Maria do Bairro (novela mexicana do SBT que acho que o mundo inteiro conhece), ou escondo. Ou solto tudo, ou guardo tudo. Não sei medir como as outras pessoas.


domingo, 13 de maio de 2012

Porque eu amo muito!






Obrigada mãe por sempre me entender mesmo não entendendo nada
Obrigada pelas gargalhadas, pelas loucuras de madrugada
Obrigada por me mandar comer, não deixar eu beber e cuidar de mim
Obrigada pelos chás horríveis que me faz beber
Obrigada pelo bom gosto e um gosto tão diferente
Obrigada por ser minha médica e vidente
Obrigada por respeitar quando to triste
Obrigada por aceitar minhas decisões
Obrigada por estar do meu lado mesmo depois de lhe falar coisas tão feias
Obrigada pelas surras que me deu, aprendi com elas a ser mais forte
Obrigada por cuidar do Leopoldo quando não posso
Obrigada pelas coisas que me diz
Obrigada por enxergar mais longe
Obrigada por acalmar meu coração que ta tão tristinho
Obrigada por me dizer que eu não sou tão complicada
Obrigada por me deixar calma e lúcida
Te amo Dona Angélica do Poço! Dona Conta!
Lutadora e forte, e acima de tudo doidinha!!!
Obrigada por todas as loucuras!!!
Te amo muitão!

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Desabafo de mim sobre mim.


Eu sei o que eu sou e o que pensam de mim, sei que sou boba demais, mais do que o normal e que isso as vezes incomoda as pessoas, sei que sou infantil muitas vezes e que isso incomoda o mundo todo e não só uma ou duas pessoas, sei que sou medrosa pra caralho e não gosto de desfazer dos meus valores por quase nada, sei que não sou um exemplo de beleza feminina, mas não me acho feia e gosto de mim, sei que tenho que mudar assim como todas as outras pessoas do mundo, sei que a maioria curte cabelos lisos e longos, mas eu não me importo do meu ser uma bagunça e as vezes eu corto pra ele ser ainda mais bagunçado, gosto dele assim e não tenho preferência por longo ou curto, isso pouco importa, sei que confio nos meus amigos e to sempre partilhando a minha vida com eles, mas to longe de ficar falando tudo e contando cada detalhe, sou um livro aberto, mas sei bem a hora de fechar o livro, sei que as pessoas me invejam e as vezes atrapalham sim, sei que é estranho eu não odiar ninguém, não alimentar minha raiva e nem meu ciume, sei bem que isso é estranho, mas eu sou assim. Eu sei que sempre fui uma pessoa fria, direta e firme, e tudo isso mudou de uns meses pra cá. Sou chorona sim, a vida toda fui grossa e guardei as coisas, mas não consigo mais, hoje eu não consigo mais, choro e não to nem ligando se é por conta de um comercial ou uma novela mexicana. Sou romântica e to sempre inventando romantismos dentro da minha cabeça, gosto de coisas surpreendentes e crio várias que provavelmente nunca serão feitas dentro da minha imaginação avoada. Sim, eu sou avoada, e 90% das vezes faço alguma bobagem e nem noto, não sou do tipo que vejo problemas em uma frase, um comentário ou um e-mail, não sou do tipo que faço muitas perguntas esperando as respostas, na grande maioria das vezes é apenas curiosidade boba, eu sou curiosa ao extremo e vivo me controlando pra não parecer que to me metendo na vida das pessoas. Eu me importo com quem se importa comigo e não sei tratar mal quem gosta de mim. Me irrito quando sou acusada de algo que não fiz, ou que não é verdade, me irrito com a minha burrice de sempre fazer escolhas erradas ou falar coisas erradas mesmo que sem querer. Me irrito com pessoas dando pitaco o tempo todo, me irrito quando me tentam entristecer. Não sou uma pessoa 100% feliz, ainda mais porque isso não existe, mas eu sou do tipo que acha que um sorriso ajuda a melhorar o mundo e por isso to quase sempre sorrindo, mesmo nos momentos que a ultima coisa que quero é sorrir. Raramente choro na frente das pessoas, poucas pessoas viram minhas lágrimas de tristeza, se to triste e quero chorar vou no banheiro fazer um pipi, ou tomar um banho, ou quando tava em RO ia pro mar. O mar. Sempre tive uma afinidade mais que o comum com ele, era pra ele que eu gritava quando não aguentava mais, pra ele que eu pulava contando algo bom, pra ele eu corria pra relaxar, sempre adorei o mar, mesmo ele sendo salgado e as vezes barrento, e morro de saudades. O sol, o mar, a lua e a chuva, sempre foram os 4 pilares da natureza pra mim, se algum deles me faltasse eu seria mto menos feliz. Acho que por isso sempre quis casar na praia, pra poder ter eles por perto no melhor momento da minha vida. Sou do tipo que pede desculpas por tudo, sei que isso é o tipo de coisa que mata uma pessoa de ódio, mas desculpa ae, eu prefiro pedir desculpas a brigar e ficar zangada. Eu odeio ficar zangada, porque dificilmente eu volto a ficar calma, só uma pessoa conseguiu isso sem que eu chorasse, ou berrasse, ou socasse o travesseiro desesperadamente. Sou muito calma, e isso causa um efeito péssimo nas pessoas, elas amam implicar comigo, a maioria dos meus amigos nunca me viram perder a calma e os que viram passavam a impressão de ter visto um ET. É por isso que eu tento não perder a calma nunca. Sou irritante, implicante e zombo mesmo, isso é péssimo, tento não ser debochada, mas debocho, e as vezes quando eu não to debochando as pessoas acham que estou, péssimo isso, mas eu tento evitar faz tempo. Odeio ver pessoas tristes, eu fico triste junto, me sinto impotente por não poder ajudar, é uma merda. Eu nunca acreditei em sonhos, sempre fui uma sonhadora idiota e ainda sou, mas se são sonhos é porque não são reais e dificilmente serão, mas as vezes acontece. Eu escrevo, quase sempre errado, to cagando pra ortografia correta e se vão falar que escrevo bem ou mal, eu escrevo por vontade e pra poucos mesmo, as vezes escrevo textos específicos pra determinadas pessoas, elas são importantes, o que elas pensam me importa, o que elas gostam me importa, a minha relação com elas me importa. Eu não vivo mais com a minha mãe e sinto falta dela as vezes, mas reparei que sinto mais falta quando to triste, basta eu ficar triste e pronto corro de volta pra casa, ela não me pergunta nada, não me enche pra saber nada, só me deixa quetinha lá, deixando a dor passar, brincando com o Leopoldo. Eu tenho milhões de defeitos, mas não sou uma pessoa calculista, até gostaria de ser, mas to longe disso, uma pessoa calculista não faz tanta burrada quanto eu e nem se estabaca tanto sem nem notar. Se eu sou calculista, putz devo ser muito ruim em calculo. Sim sou uma muleca, estabanada, gosto de F1 e não entendo chongas de futebol. Adoro politica e religião, mas tento mesmo ficar longe das birrinhas causadas por elas. Sou confusa e tenho uma dificuldade absurda de abrir o jogo, sempre digo meias verdades, não por crueldade, mas por medo. Tenho medo de me abrir demais e tibum, cair feio. Sei que isso é o pior de mim, porque quase sempre entro em contradição, e acabo passando por mentirosa. Mas é assim, meias verdades juntas dificilmente completam uma verdade inteira. E eu sinto muito por isso. Não gosto de passar por doida, mas passo. Talvez até seja. Culpa minha. Tenho muito mais pra falar sobre quem eu sou e o que eu sou, mas chega né?? Já deu...

Ah!! Eu acho que o impossível é possível e que tudo tem um motivo pra acontecer... O que é pra ser é pra ser...Tudo tem um tempo certo... Por isso eu tenho um amor imenso e uma vontade imensa de tudo da certo...
Ocorreu um erro neste gadget