domingo, 12 de dezembro de 2010

O Livro

No trem sempre tem alguém com um livro. Normalmente vemos livros religiosos e chatos, aparecem alguns sombrios também e claro sempre tem os romances.
Ciranda de corações era o nome do livro na mão da menina, fiquei observando os olhos dela passando pelas palavras e como eu, ela mexe os lábios quando lê. Não me parecia do tipo romântica, era bem machinho na verdade,  acredito que justamente a soma do mulher macho mais ciranda de corações que resultou na minha atenção presa a atenção dela.
Não sei de que autor era o livro, talvez encontrasse com facilidade na Internet, mas prefiro não saber, afinal minha atenção estava presa nas mãos, nos olhos, na boca, na expressão de quem o lia. Podemos descobrir muito sobre as pessoas através dos livros que elas escolhem. Mas podemos saber mais ainda quando a vemos ler o livro.
Ela é romântica, frágil, gosta de cuidado e historias melosas com finais felizes. Ou não! Mas o que importa é que ao mexer a sobrancelha, ou dar um sorriso de canto de boca ela seguia pelas páginas mostrando seu interesse pelo livro, o seu encanto pelos personagens e deixando de ser uma figurante na minha historia por alguns momentos enquanto o trem percorria o trilho, e foi se tornando uma personagem que logo mais ia sumindo conforme as estações surgiam. Em Olinda desceu o livro na mão da menina e ela sumiu da historia.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

O pescoço

Fiquei observando o pescoço, não que não tivesse mais o que olhar, mas ele me chamou a atenção, me prendeu. Não era um pescoço bonito, não era nem uma pessoa bonita. Eu estava no trem, não sei se já tiveram a oportunidade de pegar um trem na Central do Brasil com destino a Japeri as 18:00 - Não que seja infernal, mas chega bem perto.
Tinha tanta gente junta dentro daquele vagão que fiquei presa entre uma loira gorducha e a dona do pescoço.
O pescoço era gordo, negro e tinha uma pinta. Fiquei observando suas linhas e pensava como era bonita a cor daquele pescoço. Tinha vários tons de negro, as dobras eram escuras enquanto  a parte que chega as costas era mais clara. É estranha ficar perto de algo que quer estar longe. Esse era o caso. Ele nem era dos piores pescoços que já tive a oportunidade de conhecer no trem, era limpo e cheirava bem. Pertencia a uma senhora negra, gorda e muito bem vestida que para minha sorte desceu na primeira estação. E lá se foi o pescoço pela plataforma na Engenho de Dentro e eu feliz segui viagem a observar um livro...

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Joana

Ontem a noite tive um sonho meio louco. Sonhei que estava sozinha no meu lugar. O meu lugar sabe?? Esse aí de cima... Ele é perfeito, calmo, eu sou completamente apaixonada por lá.
As vezes fico aqui pensando num outro sonho louco que eu tinha de construir uma casinha lá, uma casa pequena, com dois quartos e uma varanda, na varanda um sofázinho, umas almofadas e eu, largada ali no meio olhando o mar, sentindo o vento, namorando a minha vida.
A minha vida não é aquele lugar, mas ele se encontra completo dentro da minha vida. Não nasci lá, não conheci ninguem lá, mas me apaixonei. Eu comecei a me amar naquele lugar, eu me senti dona de mim mesma naquele lugar, eu respirei livrimente pela primeira vez naquele lugar. Parece loucura, mas nada aconteceu de extraordinário para que eu me desce conta de tudo isso. Eu simplesmente pisei la e me senti viva.
É isso, eu me senti viva, livre e linda, no lugar mais lindo do meu mundo.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

É a vida se fazendo de novo!

Começar uma nova fase é sempre dificil.
Independe de qual fase se trata, independe se é uma boa fase ou uma fase ruim.
Tudo que é novo é mais dificil do que o velho.
O velho a gente já conhece as manhas, já sabe até onde vai, sabe dos perigos que corre e da falta de perigo. Saber do velho é fácil o novo é que complica.
O novo é assutador sempre, 90% das vezes não sabemos o que fazer, em que rua virar, onde morar, como viver.
E então a gente sente falta do velho, mesmo estando feliz nesse novo mundo, sentimos falta, sentimos falta de tantas coisas velhas, de tantos sorrisos antigos que hoje é impossivel ver. O sorriso é outro né? É um sorriso que veio com o que é novo.É o novo sorriso do novo mundo!
E então a música é nova, e é um novo ritmo e então você se percebe em uma nova vida, de um novo jeito todo novo.
Você percebe que esta mais velho, que esta sozinho, que é você e esse novo a sua frente.
O que deve ser feito? O que deve ser dito? Há algo que possa ser idealizado do novo que ta chegando?
E cada dia é um novo dia, e cada tempo um novo tempo, e cada desejo é um novo desejo, e então o que era novo vai envelhecendo...
Até que tudo se faz novo de novo, e você se vê numa nova luta, num novo trecho, com novos sonhos e novas idelizações...
É a vida se fazendo de novo!

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Medula Para Oliver

http://saoluiscanoas.files.wordpress.com/2010/03/doador.jpg

Queridos Amigos,

Esta é uma campanha de DOAÇÃO DE MEDULA ÓSSEA para o estudante de medicina da UFRJ, Oliver Kligerman, de 21 anos, que sofre de APLASIA MEDULAR (produção ineficiente de células sanguíneas) e hoje depende da doação de medula óssea compatível.
Tal campanha já foi realizada no campus da UFRJ e em apenas um só dia o Banco do HEMORIO ganhou 1150 novos doadores.
Há uma grande necessidade de existir um banco eficaz de células tronco, oriundas da medula óssea. As pessoas que possuem deficiência na produção de células sanguíneas sofrem com a falta de doadores compatíveis (não é por tipo sanguíneo - A, B, O - mas por compatibilidade de algumas células específicas presentes no sangue), que pode ser um irmão ou até mesmo VOCÊ.
O banco de doadores não se restringe apenas ao país, ele é mundial, o que reflete a real dificuldade de se encontrar um doador compatível.
O cadastro no Banco de Doadores da Medula Óssea é feito no centro hematológico de sua cidade e dura aproximadamente 10 minutos. São retirados apenas 5mL de seu sangue (equivalente aquele tubinho do exame comum), como num exame de sangue, não há restrição de peso basta apenas ter entre 18 e 55 anos, e após o preenchimento de uma ficha de poucos dados e um processo de análise de compatibilidade por um sistema de computadores, você estará apto a salvar uma vida em qualquer canto do mundo. Simples...
Nessa luta diária, foi feito um blog para acompanhamento do nosso querido amigo Oliver atualizado constantemente e com maiores informações  (http://medulaparaoliver.blogspot.com/), além de divulgação nos Twitters de Pedro Bial, Tico Santa Cruz, William Bonner...

POR FAVOR REPASSE ESTA MENSAGEM!!!      
É UMA CAUSA JUSTA E SÉRIA !!!

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM DOADOR E SALVE VIDAS!!

Abaixo endereços dos centros de doação

Márcio Ajzman, tio do Oliver, está coordenando esta campanha pela vida dele e pode ser contatado no telefone (21)8742-3701 ou através do e-mail marcio@kessef.com.br

REGIÃO NORTE
Amazonas
Centro de Hemoterapia e Hematologia do Amazonas - HEMOAM
Av. Constantino Nery , 4397 - Chapada - Manaus
CEP: 69.055-002
Telefone: (92) 3655-0100



Pará
Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará - HEMOPA
Trav. Padre Eutiquio, nº 2109 - Batista Campos - Belém
CEP: 66.033-000
Telefone: (91) 3242-9100 / 6905


Acre
Centro de Hemoterapia e Hematologia do Acre - HEMOACRE
Av. Getúlio Vargas, nº 2787 - Vila Ivonete - Rio Branco
CEP: 69.914-500
Telefone: (68) 3228-1494


Amapá
Centro de Hemoterapia e Hematologia do Amapá - HEMOAP
Av. Raimundo Álvares da Costa, s/nº - Centro - Macapá
CEP: 68.908-170
Telefone: (96) 3212-6139 / 3223-6289


Rondônia
Centro de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia - HEMERON
Av. Circular II, s/nº - Setor Industrial - Porto Velho
CEP: 78.900-970
Telefone: (69) 3216-5489 / 9957-3000


Tocantins
Centro de Hemoterapia e Hematologia de Tocantins – HEMOTO
Quadra 301 Norte - Conj. 02 Lt.1 - Palmas
CEP: 77.030-010
Telefone: (63) 3218-3285


REGIÃO NORDESTE


Bahia
Centro de Hematologia e Hemoterapia da Bahia - HEMOBA
Av. Vasco da Gama, s/nº Rio Vermelho - Salvador
CEP: 40.240-090
Telefone: (71) 3116-5600 / 3116-5661


Alagoas
Centro de Hematologia e Hemoterapia de Alagoas - HEMOAL
Av. Jorge de Lima, nº 58 - Trapiche da Barra - Maceió
CEP: 57.010-382
Telefone: (82) 3315-2106 / 3315-2102


Sergipe
Centro de Hematologia e Hemoterapia de Sergipe - HEMOSE
Av. Trancredo Neves, s/nº - Centro Adm. Gov. Augusto Franco - Aracaju
CEP: 49.080-470
Telefone: (79) 3259-3191


Paraíba
Centro de Hematologia e Hemoterapia da Paraíba - HEMOÍBA
Av. D. Pedro II, 1119 - Torre - João Pessoa
CEP: 58.013-420
Telefone: (83) 3218-7610


Maranhão
Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão - HEMOMAR
Rua 5 de Janeiro, s/nº - Jordoa - São Luis
CEP: 65.040-450
Telefone: (98) 3216-1100 / 0800-280-6565


Rio Grande do Norte
Centro de Hematologia e Hemoterapia do Rio Grande do Norte - HEMONORTE
Av. Almirante Alexandrino de Alencar, 1800 - Tirol - Natal
CEP: 59.015-350
Telefone: (84) 3232-6702 / 3232-6767
Fax: (84) 3232-6703


Piauí
Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí - HEMOPI
Rua 1º de maio, 235 - Centro - Teresina
CEP: 64.001-430
Telefone: (86) 3221-4927 / 3221- 4989
Fax: (86) 221-7600


Pernambuco
Centro de Hematologia de Pernambuco - HEMOPE
Rua Joaquim Nabuco, 171 – Graças – Recife
CEP: 52.011-900
Telefone: (81) 3416-4723


Ceará
Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará - HEMOCE
Av. José Bastos, 3.390 – Rodolfo Teófilo - Fortaleza
CEP: 60.440-261
Telefone: (85) 3101-2296


REGIÃO SUDESTE


Rio de Janeiro
Instituto Estadual de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti - HEMORIO
Rua Frei Caneca, 8 – Centro – Rio de Janeiro
CEP: 20.211-030
Telefone: (21) 2509-1290


Instituto Nacional de Câncer - INCA
Praça da Cruz Vermelha, 23 – 2º andar – Centro – Rio de Janeiro
CEP: 20.230-130
Telefone: (21) 2506-6580


Espírito Santo
Centro de Hemoterapia e Hematologia do Espírito Santo - HEMOES
Av. Marechal Campos,1468 - Maruípe - Vitória
CEP: 29.040-090
Telefone: (27) 3137-2458 / 3137-2463 / 2438


Hemocentro Regional de São Mateus
Av. Otovarino Duarte Santos, km. 2, s/nº - Parque Washington – São Mateus
CEP.: 29930-000
Telefone: (27) 3773-7226


Minas Gerais
Fundação HEMOMINAS
Alameda Ezequiel Dias, 321 – Centro – Belo Horizonte
CEP: 30.130-110
Telefone: (31) 3248-4515 / 3248-4516


Hemocentro Regional de Juiz de Fora
Rua Barão de Cataguases, s/nº – Centro
CEP.: 38015-370
Telefone: (32) 3216-3000


São Paulo
Santa Casa de Misericórdia
Rua Marquês de Itu, 579 – Vila Buarque – São Paulo
CEP: 01221-001
Telefone: (11) 2176-7000 / 0800-167-055


Hemocentro Regional de Ribeirão Preto
Rua Tenente Catão Roxo 2501 – Monte Alegre
CEP: 14.051-140
Telefone: (11) 3963-9300


Hemocentro Regional de Marília
Rua Lourival Freire, 240 - Fragata
CEP: 17.519-050
Telefone: (14) 3402-1868 / 3402-1866


Hemocentro Regional de Campinas
Rua Carlos Chagas, 480 – Hemocentro da Unicamp
CEP: 13.083-878
Telefone: (19) 3788-8740


Núcleo de Hemoterapia de Franca
Av. Dr. Hélio Palermo, 4181 – Santa Eugênia
CEP.: 14409-045
Telefone: (16) 3727-3666


Hospital de Câncer de Barretos - Fundação Pio XII
Rua Antenor Duarte Vilela, 1331 - Dr. Paulo Prata
Telefone: (17) 3321-6600


Hemonúcleo Hospital Universitário de Taubaté
Av. Granadiero Guimarães, 270
CEP.: 12020-130
Telefone: (12) 3633-4422 – ramal: 7623 / 7593


Hemocentro São José do Rio Preto
Av. Jamil Feres Kfouri, 80 – Jardim Panorama
Telefone: (17) 3201-5151 / 3201-5078


REGIÃO SUL


Rio Grande do Sul
Centro de Hemoterapia e Hematologia do Rio Grande do Sul - HEMORGS
Av. Bento Gonçalves nº 3.722 - Partenon - Porto Alegre
CEP: 90650-001
Telefone: (51) 3336-6755 / 3336-2843


Hemocentro Regional de Santa Rosa
Rua: Boa Vista, 401, Centro
CEP.: 98900-000
Telefone: (55) 3511-4343


Santa Catarina
Centro de Hemoterapia e Hematologia de Santa Catarina - HEMOSC
Av. Othon Gama D’eça, 756 Praça D. Pedro I - Centro – Florianópolis
CEP: 88015-240
Telefone: (48) 3251-9711 / 3251-9712 / 3251-9713


HEMOSC Chapecó
Rua São Leopoldo – Quadra 1309 – Esplanada
CEP: 89.811-000
Telefone: (49) 3329-0550


HEMOSC Criciúma
Av. centenário, 1700 – Santa Bárbara
Cep. 88.804-001
Telefone: (48) 3433-6611


HEMOSC Joaçaba
Avenida XV de Novembro, 49 – Centro
Cep. 89.600-000
Telefone: (49) 3522-2811


HEMOSC Joinville
Av. Getúlio Vargas, 198 - anexo ao Hospital Municipal São José
Cep.: 89.202-000
Telefone: (47) 3433-1378


HEMOSC Lages
Rua Felipe Schmidt, 33 – Centro
Cep. 88501-310
Telefone: (49) 3222-3922


Posto de Coleta de Tubarão
Rua Rui Barbosa, 339 – anexo a Gerência de Saúde
Fone: (48) 3621-2405


Paraná
Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná - HEMEPAR
Travessa João Prosdócimo, 145 – Alto da Quinze - Curitiba
CEP: 80060-220
Telefone: (41) 3281-4000 / 4051


Hemocentro Regional de Cascavel
Rua Avaetés, 370 – Santo Onofre
CEP.: 85806-380
Telefone: (45) 3226-4549


REGIÃO CENTRO-OESTE


Distrito Federal
Fundação Hemocentro de Brasília
Hospital Base - SMHN Quadra 101 - Bloco A - Mezanino
CEP: 70.335-900
Telefone: (61) 3325-5055


Mato Grosso
HEMOMAT Centro de Hemoterapia e Hematologia de Mato Grosso
Rua 13 de junho, nº 1055 – Centro - Cuiabá
CEP: 78.005-100
Telefone: (65) 3321-4578


Mato Grosso do Sul
HEMOSUL Centro de Hemoterapia e Hematologia do Mato Grosso do Sul
Av. Fernando Correia da Costa, nº 1304 – Centro – Campo Grande
CEP: 79.004-310
Telefone: (67) 3312-1500 / 3312-1502


Goiás
Centro de Hemoterapia e Hematologia de Goiás - HEMOG
Av. Anhanguera, 5195 - Setor Coimbra - Goiânia
CEP: 74.535-010
Telefone: (62) 3201-4570 / 3201-4574

quarta-feira, 7 de julho de 2010

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Livros Julio Verne

Julio Verne
Amo Julio Verne... Então to comprando os livros dele...
Já comprei os que estão grifados em vermelho...
Próximas aquisições grifadas em azul!
;)


  1. Cinco semanas em um balão (br) / Cinco semanas em balão (pt), 1863
  2. Paris no século XX, 1863 (publicado apenas em 1994)
  3. O capitão Hateras (br) / Aventuras do capitão Hatteras (pt), 1864-1867
  4. Viagem ao centro da terra, 1864
  5. Da Terra à Lua, 1865
  6. Os filhos do capitão Grant, 1866-1868
  7. À roda da Lua (br) / À volta da Lua (pt), 1869
  8. Vinte mil léguas submarinas, 1870
  9. Os conquistadores, 1870
  10. Uma cidade flutuante, 1871
  11. Três russos e três ingleses, 1872
  12. A volta ao mundo em oitenta dias, 1872
  13. A ilha misteriosa, 1873-1875
  14. Martin Paz, 1874
  15. O Chancellor, 1875
  16. Miguel Strogoff, o correio do czar, 1876
  17. Um drama no México,1876
  18. Heitor Servadac, 1874-1876
  19. As Índias Negras, 1876-1877
  20. Martin Paz, 1877
  21. Um capitão de quinze anos, 1878
  22. História das grandes viagens e dos grandes viajantes, 1878
  23. As atribulações de um chinês na China, 1879
  24. Os quinhentos milhões da begum, 1879
  25. A revolta da Bounty, 1879
  26. A jangada, 1880
  27. A casa a vapor, 1880
  28. A escola dos Robinsons, 1882
  29. O raio verde, 1882
  30. Dez horas de casa, 1882
  31. O arquipélago em chamas (br) / Os piratas do arquipélago (pt), 1883
  32. Kerabán, o teimoso, 1883
  33. A estrela do Sul, 1884
  34. Um bilhete de loteria (br) / Um bilhete de lotaria (pt), 1885
  35. Matias Sandorf, 1885
  36. O náufrago do Cynthia, 1885
  37. Robur, o conquistador, 1886
  38. Norte contra Sul, 1887
  39. O caminho da França, 1887
  40. Dois anos de férias, 1888
  41. Família sem nome, 1888-1889
  42. A esfinge dos gelos, 1895
  43. O segredo de Wilhelm Storitz, 1898 (revisado em 1901 e publicado somente em 1985)
  44. Os irmãos Kip, 1902
  45. O senhor do mundo, 1904
  46. O tio Robinson,1861


terça-feira, 18 de maio de 2010

Outras Frequencias

Amo esta música...
Amo essa banda!!!

De novo...

A vida é meio doida né?
Falo e falo que vou postar sempre nesse blog, mas não dá...
Primeiro porque eu tenho muitos blogs... Quando eu digo muitos quero dizer mais do que consigo administrar...
Além disso tem a Faculdade, o trabalho e mais um monte de outras coisas que não me deixam parar pra postar.
Enfim... Segue essa postagem como pedido de desculpas e tentarei postar mais alguma coisa hoje...
Beijocas
;)

segunda-feira, 29 de março de 2010

McLaren

Estreiando a séries de posts falando sobre Equipes e Pilotos de Formula 1 temos a McLaren, ultima pole com Jeson Button!

http://globoesporte.globo.com/Esportes/foto/0,,16850998-EX,00.jpg

Nome Completo: Vodafone McLaren Mercedes

Chefe de Equipe: Martin Whitmarsh
http://www.f1wolf.com/wp-content/uploads/2007/12/heikki_kovalainen___2008_vodafone_mclaren_mercedes_driver.jpg

Corridas: 668 (ultima GP da Australia)

Vitórias: 165

Poles Positions: 144

Pilotos:

Lewis Hamilton
http://www.livingtv.co.uk/images/lewis-hamilton431x400.jpg

Jenson Button
http://f1sms.files.wordpress.com/2009/11/jenson-button-11nov2009-13h15m.jpg

Renato Russo!!! Saudades

http://userserve-ak.last.fm/serve/_/29670859/Renato+Russo+R+enato.jpg

50 Anos!

Ayrton! Saudades!

http://www.automotor.eti.br/formula_1/img_f1/Ayrton_Senna.jpg

50 Anos!

Pac-Man

pacman-dans-la-rue-par-katie-sokoler-5

pacman-dans-la-rue-par-katie-sokoler-2

pacman-dans-la-rue-par-katie-sokoler-3

pacman-dans-la-rue-par-katie-sokoler-4

pacman-dans-la-rue-par-katie-sokoler-6

pacman-dans-la-rue-par-katie-sokoler-7

pacman-dans-la-rue-par-katie-sokoler

Ual!

Resolvi que vou falar sobre Formula 1 nesse blog...
Ta bom, não sou m,uito boa no assunto, mas eu amo assistir e acompanhar todo ano...
Sou piolho de formula 1 sim!! ADORO!
Então tenho que comentar aqui da primeira corrida do ano que foi bem mais ou menos... Todo mundo meio mal, sem muita emoção (exceto por ser a pírmeira do ano), e blá!
Mas tenho que dizer olá a Bruno Senna e a Lucas Di Grassi que foram umas gracinhas saindo logo no inicio da prova. Prova de fogo essas equipes hein??

São promessas brasileiras na formula 1!!!


Já a segunda corrida vão me perdoar!! Sei que foi arrebatadora e cheia de emoção, mas assisti muito pouco devido a uma sinusite nada confortavel!! Mas meu marido venceu (Jenson Button) e uma vitoria muuuiiiiitttoooo merecida!!
Postarei essa semana as equipes participantes e seus pilotos...
Esperem que curtam!!

Temporada Aberta!!! Já!

sexta-feira, 12 de março de 2010

Trabalho Legal!

Enviado por: Julian@ / Goiânia – GO

Quem não gostaria de poder trabalhar em casa? Trocar o stress do trânsito e a frieza dos escritórios pelo aconchego e conforto do lar? Bem, esta é a ideia da arquiteta Nathalie Wolberg que concretizou seu sonho projetando a Maison NW. Localizada em Saint Ouen (subúrbio de Paris) o espaço moderno e multifuncional serve como estúdio, laboratório para seus novos projetos, workshop e residência da arquiteta.
Maison 02
Adorei a ideia da rede no pé direito duplo! Veja mais imagens na galeria:

  • maison-01
  • maison-02
  • maison-03
  • maison-04
  • maison-05
  • maison-06

segunda-feira, 8 de março de 2010

sexta-feira, 5 de março de 2010

Os Levados da Breca!

Nº 515

Os 9 melhores desenhos animados dos anos 90

Posto neste momento a lista dos melhores desenhos animados dos anos 90 de acordo com o blog Muito Legal.

Espero que curtem:

Doug



Período de produção: 1991-1994, depois 1996-1999
Doug Funnie e seu melhor amigo Skeeter vivia diversas aventuras na cidade fictícia de Bluffington. Junto com seu cachorro Costelinha, o trio estava sempre metido em confusão. Mesmo que o programa tenha mudado da Nickelodeon para a Disney, o programa rendeu 116 episódios e um filme.

Pinky e o Cérebro

Período de produção: 1995-1999
Originalmente aparecendo como um segmento do popular Animaniacs, Pinky e o Cerébro finalmente estrearam seu próprio show em 1995. Pinky e Cerébro são dois ratos de laboratório alterados geneticamente que vivem em uma gaiola no laboratório da Acme Labs. Cada episódio envolvia um plano de dominação do mundo criado pelo Cérebro com assistência de Pinky e no final eles sempre falhavam. A série levou diversos Emmys, incluindo um prêmio em 1996 de melhor série animada.


Tiny Toon Adventures

Período de produção: 1990-1995
Outra aventura animada do gênio Steven Spielberg. Contando o dia a dia dos personagens na Acme Looniversity, Perninha, Lilica, Presuntinho, Felícia e Frajuto aprontavam e aprendiam como tornarem-se engraçados. O desenho ganhou dois Daytime Emmy Awards e estreou em 41o. no Top 100 Animated TV Shows.

Mundo de Bobby

Período de produção: 1990-1998
O Mundo de Bobby era realmente um programa único. Criado por Howie Mandel, o mundo era mostrado através dos olhos super imaginativos de Bobby de quatro anos. Bobby encarava os mesmos problemas que as crianças da sua idade, mas os encarava com muita comédia. O show acabou em 23 de fevereiro de 1998 depois de 80 episódios. A Fox Kids lançou um DVD com alguns episódios e criou um jogo baseado em propriedade intelectual.

The Animaniacs

Período de produção: 1993-1998
Animaniacs foi apresentado por Steven spielberg e contava a história dos The Warners, Yakko, wakko e Dot, três estrelas dos desenhos aminados da década de 30 que estavam trancados dentro da torre de água da Warner Bros até 1990. Depois de escaparem, eles interagiam com humanos que trabalhavam no estúdio. The Animaniacs ganhou diversos prêmios, incluindo diversos Daytime Emmy Awards. Também entrou em 17o. na lista de melhores desenhos animados de todos os tempos.

Futurama

Período de produção: 1999-2003
Futurama quase não entrou na lista, com seu lançamento em 28 de março de 1999, mas a qualidade do show é muito grande para simplesmente deixá-lo de fora. O desenho é essencialmente uma comédia no espaço de trabalho, focando em três personagens principais, Bender, Leela e Fry que trabalham como entregadores da "Planet Express". Futurama foi oficialmente cancelado em 2003, mas ainda pode ser visto por syndication na Comedy Central.

Beavis and Butt-head

Período de Produção: 1993-1997
Beavis e Butt-head primeiro apareceram na MTV em 1993. Eles era dois adolescentes que eram obcecados por vídeos musicais e passavam o dia contemplando sua versão sarcástica da vida testando algumas péssimas idéias. O show acabou em 1997, mas ainda é considerado um ícone pop dos anos 90.

South Park

Período de produção: 1997-presente
Um desenho que é focado em estudantes de terceira série do ginásio da escola de Colorado. Não parece muito uma boa receita para uma série de sucesso na televisão. Mas South Park é possivelmente o desenho animado de mais sucesso de todos os tempos. Desde 1997, Stan, kyle, Cartman e Kenny apresentam assuntos políticos e taboo com uma facilidade que fazem audiências chorarem de rir, mesmo quando não devem. Em 2000, os rapazes mudaram para a quarta série onde se encontram desde então. Durante suas cinco primeiras temporadas, o show era infame por matar Kenny próximo ao fim de cada episódio e trazê-lo de volta na próxima semana sem qualquer explicação da sua morte ou retorno. O show refletia sempre os fenômenos da cultura pop, brincando desde a histeria de "High School Musical" até a loucura de "Senhor dos Anéis". Depois de um filme e 180 episódios, South Park continua forte e continuará por mais alguns anos sendo que seu contrato foi renovado até 2011.

Os Simpsons

Período de produção: 1989-presente
Provavelmente o mais icônico desenho animado de todos os tempos, mesmo que não tenha começado nos anos 90 ele estava há apenas algumas semanas de entrar no jogo, então decidimos quebrar um pouco as regras (afinal, para que servem as regras?). O primeiro episódio apareceu em 17 de dezembro de 1989, e é uma das maiores séries e fenômenos até hoje.

Redação

Em um desses blogs da vida encontrei essa redação que parece ser de uma aluna de graduação da Universidade Federal de Pernambuco...
Gostei!!!
rs

Era a terceira vez que aquele substantivo e aquele artigo se encontravam no elevador. Um substantivo masculino, com um aspecto plural, com alguns anos bem vividos pelas preposições da vida. E o artigo era bem definido, feminino, singular: era ainda novinha, mas com um maravilhoso predicado nominal.

Era ingênua, silábica, um pouco átona, até ao contrário dele:

Um sujeito oculto, com todos os vícios de linguagem, fanáticos por leituras e filmes ortográficos. O substantivo gostou dessa situação: os dois sozinhos, num lugar sem ninguém ver e ouvir. E sem perder essa oportunidade, começou a se insinuar, a perguntar, a conversar.

O artigo feminino deixou as reticências de lado, e permitiu esse pequeno índice. De repente, o elevador pára, só com os dois lá dentro: ótimo, pensou o substantivo, mais um bom motivo para provocar alguns sinônimos. Pouco tempo depois, já estavam bem entre parênteses, quando o elevador recomeça a se movimentar: só que em vez de descer, sobe e pára justamente no andar do substantivo. Ele usou de toda a sua flexão verbal, e entrou com ela em seu aposto.

Ligou o fonema, e ficaram alguns instantes em silêncio, ouvindo uma fonética clássica, bem suave e gostosa. Prepararam uma sintaxe dupla para ele e um hiato com gelo para ela. Ficaram conversando, sentados num vocativo, quando ele começou outra vez a se insinuar.

Ela foi deixando, ele foi usando seu forte adjunto adverbial, e rapidamente chegaram a um imperativo, todos os vocábulos diziam que iriam terminar num transitivo direto.

Começaram a se aproximar, ela tremendo de vocabulário, e ele sentindo seu ditongo crescente: se abraçaram, numa pontuação tão minúscula, que nem um período simples passaria entre os dois.

Estavam nessa ênclise quando ela confessou que ainda era vírgula; ele não perdeu o ritmo e sugeriu uma ou outra soletrada em seu apóstrofo. É claro que ela se deixou levar por essas palavras, estava totalmente oxítona às vontades dele, e foram para o comum de dois gêneros.

Ela totalmente voz passiva, ele voz ativa. Entre beijos, carícias, parônimos e substantivos, ele foi avançando cada vez mais: ficaram uns minutos nessa próclise, e ele, com todo o seu predicativo do objeto, ia tomando conta.

Estavam na posição de primeira e segunda pessoa do singular, ela era um perfeito agente da passiva, ele todo paroxítono, sentindo o pronome do seu grande travessão forçando aquele hífen ainda singular.

Nisso a porta abriu repentinamente. Era o verbo auxiliar do edifício. Ele tinha percebido tudo, e entrou dando conjunções e adjetivos nos dois, que se encolheram gramaticalmente, cheios de preposições, locuções e exclamativas. Mas ao ver aquele corpo jovem, numa acentuação tônica, ou melhor, subtônica, o verbo auxiliar diminuiu seus advérbios e declarou o seu particípio na história.

Os dois se olharam, e viram que isso era melhor do que uma metáfora por todo o edifício. O verbo auxiliar se entusiasmou e mostrou o seu adjunto adnominal. Que loucura, minha gente. Aquilo não era nem comparativo: era um superlativo absoluto. Foi se aproximando dos dois, com aquela coisa maiúscula, com aquele predicativo do sujeito apontado para seus objetos. Foi chegando cada vez mais perto, comparando o ditongo do substantivo ao seu tritongo, propondo claramente uma mesóclise-a-trois. Só que as condições eram estas: enquanto abusava de um ditongo nasal, penetraria ao gerúndio do substantivo, e culminaria com um complemento verbal no artigo feminino.

O substantivo, vendo que poderia se transformar num artigo indefinido depois dessa, pensando em seu infinitivo, resolveu colocar um ponto final na história: agarrou o verbo auxiliar pelo seu conectivo, jogou-o pela janela e voltou ao seu trema, cada vez mais fiel à língua portuguesa, com o artigo feminino colocado em conjunção coordenativa conclusiva.

quarta-feira, 3 de março de 2010

É uma merda quando simplesmente você não tem saída e fica ouvindo reclamação de coisas que você não tem escolha, não pode mudar...
É horrivel você ser humilhado por uma desgraça que você não pode conter...
Pior ainda é ser apontado por coisas você não fez...
Não sei se vou aguentar as coisas que me jogam na cara, ou as lamentações que não quero ouvir.
Eu simplesmente não tenho escolha, ou é isso ou morrer, porque sair e fechar a porta não dá!

O dia

Ontem fui a faculdade.
Quase pirei com o número de coisas que terei que estudar este semestre...
Tenho medo de não dar conta, mas fazer o que?? Tenho que continuar né??
Enfim...
Todos os dias chatos sem acontecimentos interessantes.
Ontem tive uma conversa inteligente com pessoas que estavam em pé dentro do ônibus que peguei indo pra aula.
Legal como podemos nos divertir com desconhecidos que parecem tão conhecidos em situações como estas. Fico feliz!!
Significa que o mundo não ta tão monotomo e tão sem graça quanto imagino.
Bem no meu lugar o mundo é só meu...
Então eu que o tranforme todo dia...
;)

Uma foto feliz:

segunda-feira, 1 de março de 2010

Não ponha isso no meu corpo...

É comum encontrarmos alguém explicitando sua paixão no próprio corpo, através de uma tatuagem. Com um pouco menos de frequência, também é comum vermos pessoas arrependidas por terem se desiludido ou simplesmente terminado o relacionamento. Daí é que surge o problema: o que fazer com a velha tattoo?

Alguns profissionais já estão habituados a cobrir antigas tatuagens, apagando visualmente a existência de uma antiga declaração. Afinal, encobrir tatuagens não pode apagar seus erros, mas cobri-los definitivamente. Além disso, um discreto nome pode se transformar numa enorme tatuagem. É bom pensar nisso!

A seguir, você confere o “antes e o depois” de várias tattoos apaixonadas. E você, conhece alguém que se arrependeu de alguma tatuagem apaixonada?

Ocorreu um erro neste gadget