domingo, 12 de agosto de 2007

Vamos Fazer Um Filme???

Achei um 3x4 teu e não quis acreditar
Que tinha sido há tanto tempo atrás
Um bom exemplo de bondade e respeito
Do que o verdadeiro amor é capaz
A minha escola não tem personagem
A minha escola tem gente de verdade
Alguém falou do fim-do-mundo,
O fim-do-mundo já passou
Vamos começar de novo:
Um por todos, todos por um
O sistema é mau, mas minha turma é legal
Viver é foda , morrer é difícil
Te ver é uma necessidade
Vamos fazer um filme
E hoje em dia, como é que se diz: "Eu te amo."?
Sem essa de que: "Estou sozinho."
Somos muito mais que isso
Somos pinguim, somos golfinho
Homem, sereia e beija-flor
Leão, leoa e leão-marinho
Eu preciso e quero ter carinho, liberdade e respeito
Chega de opressão:Quero viver a minha vida em paz
Quero um milhão de amigos
Quero irmãos e irmãs
Deve de ser cisma minha
Mas a única maneira ainda
De imaginar a minha vida
É vê-la como um musical dos anos trinta
E no meio de uma depressão
Te ver e ter beleza e fantasia
E hoje em dia, como é que se diz: "Eu te amo."?
Vamos Fazer um filme
Eu te amo
Eu te amo
Eu te amo

(Renato Russo)

Ps: Tenho muitos amigos, muitas pessoas passaram pela minha vida, mas vocês são os mais importantes. Sinto falta de ir pra casa cantando, e acredite um dia nós vamos fazer um filme, contando como a amizade supera tudo!!!!! Yasmin e Eutiquio amo muito vocês!!!!!!!!

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Amigos de Infância

Quando se é criança as coisas são tão diferentes né????
Queria eu saber de tudo o que eu sabia antes... meu amor era diferente, pensava diferente, via tudo diferente... Lembro da minha infância do meu jeito, em BH meus amigos eram meus primos, Lívia e Lívia, uma da parte da mãe, outra do pai, uma mais nova que eu e a outra mais velha.... Eram as minhas grandes amiguinhas... Tinha os meus primos, o Rafael e o Mateus os dois mais velhos que eu, todos da parte da mãe.... Eram meus grandes amiguinhos, ou pelo menos acho que eram.
Quando me mudei de BH, fui pra uma cidade la no fim de Minas, lá no Norte quase divisa com a Bahia, era tão diferente!!!!As pessoas eram diferentes, a vida era mais sofrida.
Lembro que no primeiro dia tinha medo de sair de casa, enquanto tinha um monte de criança brincando sozinhas na rua, em BH eu não tinha essa liberdade de ir pra rua e brincar de pique- pega. Eu olhava e ficava com medo de ir pra lá.... Meus irmãos logo se inturmaram, Mario conheceu George que passou a ser seu melhor amigo, Kadú era tão pequeno que os amigos não importavam muito, já eu conheci uma menina, Tutu. Ela foi minha grande amiga durante muito tempo, porém eu ainda não tinha ido a escola e não conhecia ninguém,mas logo no primeiro dia conheci grandes amigos que graças a Deus carrego comigo até hoje.
Meu primeiro dia na escola foi a coisa mais estranha da minha vida. A sala era dividida em mesas de quatro lugares e foi eu chegar que todo mundo queria que eu sentasse com eles, cada um chamando para um lado, então eu fui parar em uma mesa com um monte de estranhos que me perguntavam um monte de coisas. Foi então que vi na mesa ao lado o garotinho que seria o meu primeiro amor e meu maior inimigo....
Ele era muito, mas muito levado e a gente não se deu bem de cara, ou se deu bem, depende do ponto de vista. Tenho várias histórias engraçadas sobre ele, e como eu fui cruel muitas vezes!!! Bem, desculpa Emiliano.....
O carinho que eu não tinha com ele, eu tinha com a irmã dele, ela se tornou muito minha amiga, me lembro das nossas brincadeiras, nós nos divertiamos, tenho historias legais com ela tb, mas no caso dela eu não me lembro de ter sido cruel...
Esses são meus amigos do tempo de Mato Verde, claro que tive muitos outros, mas nenhum tão importante como eles, a gente apesar das brigas se gostava muito, quando fui embora foram deles que mais senti falta e sinto até hoje, eles que busco reencontrar um dia, alguns mais que os outros....
Quando fui embora de Mato Verde, fiquei isolada, morava em uma fazenda longe de tudo, sempre gostei de lá, mas sentia falta de gente pra conversar... então aprendi a ser só!!! Aprendi a gostar de ficar em casa, de não me lamentar, de conversar comigo mesma, eu era ninguém no meio do nada... Tive alguns amigos, conhecidos da escola, Cláudia e Antônio eram os mais importantes, mas tive também uma amiga mais que especial, Soraya, filha de um casal que foi a minha segunda familia, na época ela foi como minha irmã... sinto falta dela!!!!!
então meu pai morreu e me mudei de mala e cuia de lá, e nunca mais eu vi a Sô, ou a Tutu, Glenda e Emiliano, Cláudia ou Antônio, ficaram trancafiados no meu coração por anos....
Vim pra cá, Rio das Ostras, conheci pessoas lindas, algumas importantissimas, outras nem um pouco, mas essa história fica pra outra hora, porque já tão me enchendo pra termnar isso....
Oque interessa é que todos os meus amigos vão ser lembrados por mim... Hoje, amanhã, sempre... Prometo que vou falar de todos vocês!!!!
Ocorreu um erro neste gadget